terça-feira, 11 de junho de 2013

Morrendo para estar vivo - Capítulo 4 Poderosa

Joana estava apoiada no grande muro da escola, usava uma calça jeans apertada, uma blusa regata mostrando a barriga tênue, os cabelos cor de ébano  soltos caindo-lhe em cachos por sobre os ombros, os lábios vermelhos e carnudos de darem água na boca em qualquer garoto, os olhos esverdeados observavam as pessoas ao redor, estava sozinha, como normalmente ficava em todo intervalo e todo o tempo possível, o rosto sério assustava os que tentavam se aproximar e ela achava ótimo, queria assim, odiava companhias irritantes.
-O morena, quando que tu vai me dar uma chance hein, gostosa?
Irritantes como o asqueroso Bruno.
-Cai fora, não to pra brincadeira hoje.
Ela encarava o garoto que estava com dois amigos, um em cada lado, como guarda-costas.
-O minha nega, não precisa ficar bavinha, papai te da carinho...
Ele vinha em sua direção com os braços abertos e um sorriso safado presente nos lábios.
-Eu disse pra você cair fora!
E falando isso ela mesma começou a andar para a direção oposta do pátio, o cara era um verdadeiro imbecil que só sabia falar besteiras e encher todo mundo. Já tinha repetido três vezes o segundo médio, era um mulato carrancudo que mal sabia formar frases, vivia dando em cima de todas as garotas e alguns garotos também.
-Qual é? Vem aqui pro papai, não fica assim...
Ele estava seguindo-a, e para seu azar resolveu enche-la em um dia em que estava de mal humor.
-Eu to falando com você!
A áspera mão dele pegou no delicado braço dela, que parou instantaneamente.
-Sabia que você gostava de um machão, vem cá...
Ela se virou e tudo foi rápido demais, os amigos que estavam do seu lado não conseguiram entender nada, só perceberam o que tinha ocorrido quando viram Bruno debruçado com as mãos entre as pernas, gemendo.
-E não sou sua nega, imbecil!
O tumulto de pessoas aumentou rapidamente ao redor do rapaz, mas Joana já estava bem longe dali.

Jéssica Curto

Nenhum comentário:

Postar um comentário