sábado, 8 de junho de 2013

Morrendo para estar vivo - Capítulo 1 Pânico ameaçador

A garota estava sentada aguardando ser chamada, as paredes imundas mostravam o quanto o local era abandonado. A pequena e única lâmpada amarela presa ao teto balançava e mostrava sombras perturbadoras na parede, só de imaginar como todo o processo poderia ser feito já lhe dava pavor, mas não tinha muito o que fazer, afinal, aquela era a sua única opção.
Sons de passos ao fundo fizeram com que ela se ajeitasse o melhor possível na cadeira, o grande e corpulento ser andava lentamente pelo corredor em direção a sala que ela se encontrava,  um avental verde completamente sujo e manchado de sangue estava dependurado em seu pescoço.
A garota entrou em completo pânico, sem pensar em mais nada deu um salto da cadeira e saiu correndo dali o mais rápido possível, as panturrilhas pegando fogo até alcançar a avenida principal, tropicando com os transeuntes que se dirigiam para o ponto de ônibus.
Olhou para trás, aflita, como se algo a estivesse perseguindo, mas não havia nada ali além de dois mendigos que fuçavam os lixos à procura de restos de comidas.
O coração ainda acelerado foi se acalmando aos poucos, as mãos tremulas acariciaram o rosto suado, tentando controlar a respiração.
Iria voltar pra casa, não podia fazer aquilo, sabia que consequências horríveis a aguardavam devido a sua covardia, mas não podia, simplesmente não podia fazer aquilo.
Suspirou, agora teria um problema muito maior para enfrentar, mas pensaria nisso depois, no momento, só queria ir pra casa.

Jéssica Curto


Nenhum comentário:

Postar um comentário