sábado, 14 de março de 2015

BREVE ANÁLISE DA VIDA

Nós e a vida,

Esse eterno pensamento,

É uma troca sentida e permeada

de amor e sofrimento.

Nas noites em claro,

numa festa sem bolo,

no adeus sem consolo

Ela está sempre lá,

transeunte:

pergunta

o que

sonhar

para a próxima

rodada.

E tu, navegando a

estrada do nada,

É que a vês, muitas

vezes sem roupa:

nessa hora a culpa

é pouca, e a visão da

vida, embora bela,

é também sutil e louca.

E achando que

a compreendeu,

é que um dia

a tua luz se

apaga.

Não é a morte

que traz a

verdade:

traz apenas

o fim desta

realidade, e a

fagulha de

mistério

chamada totalidade.

Rafael Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário