quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Provocações...

A maioria das pessoas critica meus atos, será que não compreendem?
Será que realmente temos que nos limitar a uma verdade já estabelecida? Será que temos que apenas ver e não criticar? Será que apenas o normal e ser o mais "um" é o suficiente? Ter opnião crítica de um sistema falido e tosco é o politicamente correto e o certo a fazer? Fingir que tudo está bem, quando não está, é uma maneira nova de viver? Evitar o conflito, falar o que a pessoa espera ouvir e após na ausência da mesma mentir?
Existe uma cornucópia de coadjuvantes e poucos protagonistas e estes são em demasiado oprimidos justamente por não fazerem o esperado ou o socialmente aceito. Estes são parasitados por aqueles não veem seu valor ou fingem que não veem
Força de vontade, originalidade, interesse, opnião, ponto de vista crítico, orgulho são palavras fadadas ao insucesso?
Não estou falando em ser um reacionário, alguém somente da oposição, ser daqueles que não sabe pelo que luta, que vai ao encontro da opnião alheia, do "contra", não!
Estou falando de ter visão, manter um diálogo, entender o porquê das coisas serem como são, ter uma opnião feita e quando não procurar ter. Pesquisar, estudar, trazer o novo, influenciar algo, perguntar, desbravar, não ter medo de ser criticado, não ter vergonha de se sobressair.
Dizem que a humildade é uma das maiores qualidades do homem eu discordo, ela limita, ela alicerça nossa capacidade, nossa vontade. Ser modesto, simples e passivo, ora não não são todos assim? Aqueles bilhões que fizeram pouco ou nada em sua vida, não se destacaram, apenas sobreviveram?
Sempre acreditei que por sermos homo sapiens, tínhamos a dádiva de termos a racionalidade do nosso lado, PENSAR palavra capciosa essa atualmente, seres pensantes deveríamos ser, mas não o somos temos a futilidade, preguiça, o ócio mental como dádivas supremas.
Acho que já basta, minhas indagações não tem como objetivo responder e sim a exatamente isso INDAGAR, criticar, provocar.
Eu tenho um sonho o de que num futuro próximo vivamos com um pouco mais de racionalidade, tenhamos mais vontade, coloquemos como pilar máximo de nossa existência valores: justiça, liberdade, honra, dignidade, honestidade, liberdade de expressão, individualismo, independência, orgulho e integridade.

Encerro isso com uma máxima:

"O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza de seus sonhos" - Eleanor Roosevelt

Fernando Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário