segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Aplausos de pé


Você merece todos os meus sonhos
Caindo essa noite
Queimando sobre a minha pele
Cada uma das lágrimas escondidas
Nesses óculos escuros
Eu não sinto mais essa silhueta
Cheia de mentiras escuras
Meu corpo não sente nada
Anestesiado pelo seu ar
Minha janela aberta
Lembra-me que um novo dia
Está se indo e eu ficando
Destruído por dentro
É tão bom pra você
Ver-me tão mau assim
É tão bom pra você
Saber como me magoou
E te faz tão bem saber
Que seu amor me machucou
E agora você só diz...
Você merece aplausos de pé
Por fazer isso comigo
Você merece todos os louros
Da vitória sobre minha dor
Você merece todos os créditos
Por toda essa desordem
Mas eu ficarei bem
É que todos os meus amigos dizem
Mas não é bem o que sinto
Não isso que me parece!
Eu olho pra suas imagens
E lá está de volta...
Oh, sim isso me magoou
Eu era o cavaleiro de armadura
(O homem da sua vida)
Aquele que você moveria todas as montanhas
Agora que estou embaixo de sete palmos
Você move apenas outra pá cheia
De todo esse descaso.

Leonardo Ragacini

Nenhum comentário:

Postar um comentário