quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Saudades de um tempo que não volta mais...

Hoje estava lembrando de você,
e deu uma saudade!

Dessas que bate forte no peito,
enche os olhos de lágrimas
alegra e entristece ao mesmo tempo.

Com você eu tinha inspirações inacreditáveis,
escrevia como jamais escrevi na vida.

Você me encantava de uma forma totalmente única,
tinha um cheiro diferente, um olhar diferente,
era outra coisa.

Você mexia com o meu coração,
não era paixão,
era mais do que isso.

O tempo vai passar e eu sinto que sempre,
sempre vou te amar.

Talvez por nunca ser recíproco,
é claro, nem poderia,
mas por ser tão belo
e por você me tratar de uma forma tão carinhosa...

Já não me lembro dos detalhes do seu perfume,
eu sei que ele era único,
e tinha uma mistura peculiar de limão com algo a mais,
mas já não me lembro...

Eu pagaria com sangue só pra ver você de novo pessoalmente,
nossa e pagaria com gosto!

Te encontrar na internet provavelmente foi uma das minhas maiores alegrias
mesmo repetitivo, eu poderei sempre ter você naquele vídeo.

Sempre terei a sua voz
tão doce!!

Eu sinto falta daquela paixão que só você tinha pela literatura,
tão igual quanto eu,
tão sublime!!

Você foi o único que em poucas palavras completou exatamente o que eu pensava.

E eu espero que você seja o homem mais feliz do universo,
e mesmo assim, calada, estarei sempre ao seu lado,
sempre na sua vida, mesmo que você não saiba.

Era outro tempo, outro gosto, outro cheiro,
era amor.

Maria Amélia

2 comentários:

  1. Que lindo este texto, uma boa forma de encerrar a noite.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  2. Fico imensamente feliz que você tenha gostado, Rose!!
    Beijocas!!

    ResponderExcluir