sábado, 27 de abril de 2013

Arranque a minha roupa


Seus cabelos úmidos
Roçando no meu rosto
Suas mãos me pressionando
Só posso pensar
Arranque a minha roupa
Me deixe montar em você
Me deixe entrar em você
Quero ser uma brisa
Entre o fogo em suas coxas
Me chame de seu papai
E eu serei seu maior brinquedo
Quero que você sinta
A batida do meu peito
O suor escorrendo pelas minhas costas
O calor da minha boca em sua orelha
Tire as minhas roupas
Tire as minhas roupas
Quero que arranhe a minha pele
Me pressione com força contra a parede
Com a mão entre os meus cabelos
Pressione a minha boca contra a sua
Você diz que meu amor é grande
Então me deixe o por em você
Arranque a minha roupa
Me deixe montar em você
Me deixe entrar em você
Me deixe sentir o seu interior macio
Como seus lábios contra os meus
Seus braços me apertando
Enquanto estiver só com você
Quero que arranque as minhas roupas
Quero que tire as minhas roupas
Quero que você vista a minha pele nua
Arranque a minha roupa
Me deixe montar em você
Me deixe entrar em você
Me chame de seu papai
Seja a minha maior piranha
A melhor de todas que conheci
Você não vê que estou explodindo
Derretendo na sua garganta
Arranque a minha roupa
Me deixe montar em você
Me deixe entrar em você.

Leonardo Ragacini

Nenhum comentário:

Postar um comentário