quarta-feira, 25 de julho de 2012

Só preciso ficar só como criança e seu coberto

Acho que assim o mundo
Será menos devastado
Diante minha raiva e desgosto
Apenas ressoando
O grito de ódio no peito
Essa maldita raiva rancorosa
Tem me afundado
Mas não quero esquecer
O porquê está aqui
E porque tem sido assim
Chegou à hora de sair
De toda essa apatia
E começar a me levantar
E lutar contra o silêncio
Que tem sido maldito
Desde que me tranquei
Dentro da minha mente.

Leonardo Ragacini

Nenhum comentário:

Postar um comentário