terça-feira, 10 de março de 2015

FORÇA DA PALAVRA

Eu queria que a palavra seguisse seu rumo ligeiro;

Sem semáforos de pensamento. Que ela fosse

fluída como a vida e esse momento. Que ela

dissesse tudo quanto queremos expressar. Pena

que a palavra cai da árvore e é preciso

revisar. E revisando vejo que digo

- não o que há comigo – mas com todos nós.

Afinal é a palavra que supera o tempo

e a vibração da nossa voz.

Rafael Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário