domingo, 13 de julho de 2014

Triste

Estou tão triste
e eu não poso dividir isso com ninguém além de você
você que aguenta as minhas palavras sem reclamar
sem questionar
você que simplesmente está ai, esperando para eu dizer alguma coisa...
ando triste já há algum tempo
o fato de ter alguém ao lado sempre foi um absurdo, eu não preciso de pessoas...
mas a carência anda pesando um pouco...
desde que eu decidi abandonar toda a ideia louca de continuar tentando tê-lo pra mim...
mas a busca está cada vez pior
bom... são cinco anos sem namorar
seis meses sem ficar com ninguém
e quatro anos perdidamente apaixonada pela mesma pessoa
a paixão por ele tem diminuído um pouco
mas acho que talvez nunca suma por completo
os outros, ou não são bonitos (e eu ando meio chata com isso... é errado, mas não sei, não consigo x.x) ou são chatos... ou mentirosos... ou qualquer coisa que me faça não querer mais ter nada com eles
e eu ando tão emotiva
me peguei com os olhos lacrimejados outro dia vendo um romance... e o pior é que foi em um momento bonitinho... e lá estava eu, emocionada
acho que estou depressiva
trabalho pra ganhar dinheiro
gasto com outras pessoas
não quero saber de sair
não quero saber de nada...
meus amigos andam reclamando, mas eu simplesmente não quero mais...
amigos... pff
amigo nunca é algo real, se você for parar pra pensar, quando você começa a não atender os seus desejos, eles vão sumindo aos poucos...
dizer que quero um companheiro é um fato, mas não é qualquer companheiro, e pela minha carência deveria ser...
não sei mais o que fazer...
mas o lado bom é que ando me dedicando muito aos meus livros, realmente, já li três em menos de um mês e neste curto período de dois meses, já foram bem uns seis livros... um bom record!
Todos estão progredindo, todos estão namorando, todos estão trabalhando no que gostam, porque eu não consigo?
Não sei responder... acho que isso começou em 2010 e já faz quatro anos... a tendência é piorar...
as vezes egoistamente eu penso em acabar com tudo, recomeçar do zero seria bom, novo país, nova família, nova vida... mas eu posso? O que pensariam? O que eu posso esperar?
Ando tão triste... e o pior é que não posso conversar com ninguém sobre isso, apenas com você...

Maria Amélia



Nenhum comentário:

Postar um comentário