quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

De 2014 para o futuro...

O som está alto, as luzes estão apagadas, está muito calor, é véspera de ano novo.
Mamãe está há horas naquela cozinha quente igual ao inferno preparando coisas gostosas para comermos.
Mamãe é a pessoa mais incrível que eu já conheci, e não se engane em pensar que é simplesmente porque é minha mãe, é mais do que isso, se você a conhecesse um pouquinho que fosse entenderia a pessoa maravilhosa que ela é.
Estou pensando sobre tudo o que já passei na minha vida, que muitos irão dizer ser tão curta, mas que não fazem ideia de quantos obstáculos já tive que enfrentar.
Meu pai é a pior pessoa que eu já conheci, e não estou dizendo isso apenas porque ele é egoísta, mandão e dono da razão, ou porque ele traiu sem piedade a pessoa que mais o amou, ou porque ele simplesmente se mostrou cruel com a família que fez por diversas vezes e principalmente no seu momento de divórcio. 
Digo isso porque convivi com um homem que por não ser feliz nunca aceitou a felicidade alheia.
Eu quase perdi mamãe quando tinha 15 anos e hoje vejo o quanto tive sorte de poder ter ainda vários anos ao lado dela, mas não é sobre nada disso que quero dizer.
A música está alta, o calor insuportável e dentro de poucas horas estaremos entrando em um novo ano, que pode não significar absolutamente nada como pode ser a GRANDE mudança da vida, na realidade não depende de ser um novo ano ou não, depende apenas da sua vontade, desejos, sonhos e metas, depende apenas de você, porque o tempo é apenas algo que o ser humano inventou para endoidecer um pouquinho a mais por dia.
E é disso que quero falar, às vezes fico tão exausta que a vontade é de deixar acontecer como o mundo bem quiser, mas sempre continuarei assim se sempre pensar assim e a realidade é que não quero mais isso, preciso mudar, quero mudar, e é por isso que estou escrevendo.
A escrita sempre foi para mim um modo de colocar para fora o que gostaria de dizer e expressar, já que nunca fui muito boa nem com uma nem com outra, mas com a escrita... 
E para mudar é preciso querer, e eu vos digo, a partir de hoje, dia 31 de dezembro de 2014 eu estou decidida a mudar, a renovar e a fazer com que muitos dos meus projetos funcionem.
A vida não é fácil, mas podemos fazê-la melhorar através de muita batalha e muito esforço, e é o que farei.
Que 2014 vá pra puta que o pariu, como diria o bom Vinícius!

Jéssica Curto

Breve consideração à margem do ano assassino de 1973

Por Vinícius de Moraes

Que ano mais sem critério 
esse de 73
Levou para o cemitério 
três Pablos de uma só vez

Três Pablões, não três pablinhos 
No tempo como no espaço 
Pablos de muitos caminhos: 
Neruda, Casals, Picasso.

Três Pablos que se empenharam 
contra o fascismo espanhol 
Três Pablos que muito amaram 
Três Pablos cheios de Sol.

Um trio de imensos Pablos 
em gênio e demonstração 
Feita de engenho, trabalho 
Pincel, arco e escrita à mão.

Três publicíssimos Pablos: 
Picasso, Casals, Neruda 
Três Pablos de muita agenda 
Três Pablos de muita ajuda. 
Três líderes cuja morte 
o mundo inteiro sentiu

Oh ano triste e sem sorte
Vá pra puta que o pariu

De 2014 para 2015

2014 foi pra mim um ano muito difícil, um dos mais difíceis que já vivi nesses meus 21 anos de existência (e olha que já passei por uns bocados ai que muita gente nunca vai nem sonhar em passar...) e acho que foi um ano de muitas lições e descobertas (boas ou ruins, não vem ao caso).
Foi um ano que por muitos motivos eu gostaria de ter eliminado do mapa, mas que também me trouxe momentos e pessoas que agradeço por terem surgido na minha vida.
Um ano em que tive muitas aprovações e muitas reviravoltas, experiências novas e sentimentos diferentes, um ano difícil, complicado e cheio de porquês, mas que possuía escondido em sua capa obscura momentos verdadeiramente gloriosos.
Enfim ele está se despedindo de nós, e espero que neste 2015 coisas como estas do vídeo apenas se tripliquem!! 
Feliz ano novo minhas pessoas queridas, muito obrigada por sempre me ensinarem algo, vejo vocês no ano que vem! ;)

Jéssica Curto


MEU!

Eu sempre fui o tipo de pessoa que quando conhecia uma pessoa, mesmo que houvesse interesse da minha parte, se ela se mostrava apaixonada por outra, seja ela quem fosse, eu daria o maior apoio possível, me deixando em segundo lugar.
Achava que essa era uma forma de amor, fazer os outros serem felizes, mesmo que isto custasse a minha felicidade.
O fato é que na realidade elas eram pessoas boas que eu queria ver bem, mas não eram meus amores e descobri isto porque hoje amo.
Refletindo de tal situação me peguei analisando se aceitarei e/ou apoiaria caso o meu dito cujo amor se apaixonasse por outro alguém e vi em mim uma fúria e um ciúme completamente avassalador.
Nós não nos importamos de entregarmos a outros aqueles que não amamos, mas quando amamos queremos egoistamente apenas para nós, e é este o meu caso.
Se ele se apaixonasse por outra pessoa eu certamente lutaria até o último fio de cabelo para não deixar isto acontecer, porque em minha mente ele é exclusivamente MEU e não divido com mais ninguém, não encoste, não olhe, não chegue perto, não quero você dividindo o mesmo ar que ele (hahaha).
O bem da verdade é que só nos damos conta que estamos realmente amando quando este tipo de coisa surge em nossa mente, como quem não quer nada, e então percebemos que este é diferente de todos os outros.
Este, minhas queridas, quero só para mim! 

Maria Amélia

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Amor?

Trilha sonora: 


Eu conheci uma mulher que me contou um grande segredo: Ela não se casou por amor.
Essa senhora que me contou a sua história, me disse que nunca seria apaixonada pelo marido como ele era por ela e que às vezes a irritava o quanto ele era dependente dela, o quanto ele, mesmo depois de quase trinta anos juntos, ainda era apaixonado por ela.
Me disse que gostava de um moço que nunca lhe deu atenção, mas que até hoje, quando o reencontra sente aquela queimação no estômago e o coração acelerado.
Me contou o quanto ama sua filha e sua neta, mas que nunca vai conseguir amar o seu marido do jeito que ele a ama, mesmo ele sendo um homem que lhe dava o mundo.

Eu conheci uma mulher que me contou um grande segredo: Ela se casou apenas por amor.
Essa senhora me explicou como conheceu o seu marido e o quanto a situação toda lhe foi romântica, com os beijos e o carinho tão raros e únicos, tudo parecia tão perfeito que chegava a não parecer real, como se fizesse parte de um conto de fadas...
Me contou o quanto foi dedicada a vida inteira aquele homem que tanto amava apaixonadamente e o quanto nada poderia superar o que ela sentia por ele.

Essa senhora que casou sem amar, teve uma vida simples e comum, mesmo cheia de coisas boas ao seu redor nunca conseguiu ser realmente feliz ao lado de seu companheiro que viverá junto dela pelo resto da vida.

Essa mulher que se apaixonou unicamente por aquele homem está se divorciando, seu coração nunca esteve tão destroçado e triste como nos últimos tempos, e a vida que ela acreditava ser a mais feliz se mostrou uma grande farsa.

Amor, mais complexo do que o coração pode imaginar.
Vida, mais triste do que podemos sonhar.
Onde está o erro? Devemos nos entregar afinal, ao verdadeiro amor, ou simplesmente devemos nos deixar levar pelo convencional, por mais que não seja aquilo que você deseja? 
No fim, a felicidade parece tão distante que chega a assustar... No fim, os resultados nunca são o esperado, então, qual é o sentido disso tudo?
O que nos faz querer tanto algo que provavelmente nunca dará realmente certo? 
Me pergunto e não consigo achar uma resposta adequada... Acho que nunca vou encontrá-la... São as escolhas da vida que nos dão os resultados que obtemos, isso afinal, é viver! 

Maria Amélia

Você!

Você me faz ouvir as mesmas músicas mil vezes.
Você me faz sonhar acordada por horas.
Você me faz te esperar ansiosamente todos os dias.
Você me faz mais sábia com as nossas conversas.
Você me faz ter paz interior.
Você me faz ter esperança no dia de amanhã.
Você me faz sentir um calor no peito que achei que não existia mais.
Você me faz olhar para o futuro com outros olhos.
Você me faz feliz, mesmo nos momentos mais difíceis.
Você tem sido o ar que eu respiro, a esperança renovada, o olhar carinhoso, o coração acelerado, a alegria de viver! 
Você me deixou completamente apaixonada por
Você! 

Maria Amélia

Um relacionamento não envolve somente duas pessoas e um mega foda-se pro mundo

Trilha sonora: 



Meu amor,

estamos passando por momentos difíceis e a gente nunca imagina que vai ser assim.
Meus pais estão se divorciando, sua tia está morrendo, isso está um verdadeiro caos! 
E mesmo assim... você está ao meu lado, e eu estou ao seu lado, e vamos superar todas essas nossas crises para sermos verdadeiramente felizes.
Tudo isso só está provando que as coisas acontecem como devem acontecer, não tem hora nem lugar, elas simplesmente ocorrem e devemos enfrentá-las da melhor maneira possível, porque isso é viver, e nós, meu querido, estamos vivendo!

Você me deixa preocupada quando me fala dos seus problemas e me deixa orgulhosa por continuar sendo esse homem forte e lutador.

Você me deixa sem graça por ser tão atencioso e me deixa feliz por saber que é tão preocupado com os meus problemas e sentimentos, e tudo isso está me fazendo amá-lo cada dia um pouquinho mais.

Não teria ninguém melhor para estar comigo nessas situações e eu sou eternamente grata por todo esse seu amor!!

Porque você me ensinou que um relacionamento não envolve somente duas pessoas e um mega foda-se pro mundo!

Maria Amélia

domingo, 28 de dezembro de 2014

Me apaixonando...

Meu querido,

estou escrevendo porque não consigo simplesmente manter todo este sentimento dentro do peito.
Você tem feito os meus dias mais felizes como há muito eu não sentia, você trouxe sentido para a minha vida, uma pitada de romance e um bocado de compreensão.
Você é o tipo de homem que tem um monte de defeitos, mas que tem tantas perfeições que faz com que queiramos ignorar todos os problemas.
Você apareceu no que eu diria não ser uma boa hora, e no entanto, está enfrentando todos esses problemas comigo, sem reclamar está ao meu lado, sendo paciente e doce.
Eu pensava que o amor era aquele calor louco que sentimos no peito quando vemos uma pessoa desejada, mas na verdade ele é a calmaria, paz e segurança que você me traz todos os dias com as suas palavras bonitas.
E meu querido, eu não poderia tê-lo conhecido em melhor hora, porque tudo está indo ao passo do romance, lento e delicado e pela primeira vez eu não tenho pressa, porque você me trás esperança de dias melhores, meu querido, estou me apaixonando por você, cada dia um pouquinho mais... 

Maria Amélia

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Um amor de Guia


Oiiiee pessoal, tudo em cima? 

Estou escrevendo porque tenho uma super dica pra vocês, a Mayara Almeida (que foi quem nos deu a dica do livro Saga de Bravos da Patricia de Luna) nos trouxe dessa vez a dica do projeto da jornalista e escritora Natália Alcântara, achei muito interessante e uma forma genial de chamar a atenção para o caso da falta de cães guias aptos para guiar um deficiente visual, por isso, peço que vocês deem uma maior atenção para esta postagem.


No Brasil existem cerca de 6,5 milhões de pessoas com baixa ou nenhuma visão. Apesar desse número, encontram-se no país menos de 100 cães-guia treinados e aptos para guiar um deficiente visual. Essa realidade chamou a atenção da jornalista Natália Alcântara, apaixonada por cães, que se encantou pelo tema para sua conclusão de curso na faculdade.

“A ideia do projeto Amor de Guia brotou com a vontade de realizar dois sonhos, produzir um livro e ajudar a divulgar a importância dos cães-guia”, destaca a autora, que hoje se divide entre uma assessoria de imprensa, a manutenção da fanpage Amor de Guia e com o voluntariado na Escola de Cães Guias Helen Keller - a primeira escola da América Latina ligada à Federação Internacional de Cão-Guia.

O livro “Amor de Guia: A história de cães que emprestam seus olhos para quem não pode ver” fala de sonhos e esperança, de superação, de vitórias e conquistas! A narrativa traz histórias vividas pelos usuários de cão-guia e serve como uma fonte de inspiração para aqueles que desejam ter um cão-guia e resgata a esperança de todos aqueles que acreditam no potencial dos animais e também das pessoas. Há também as experiências vividas pelos socializadores e os instrutores, responsáveis por ajudar o cão a graduar-se como um guia.

No entanto, o objetivo maior é alertar para a realidade distante entre o cão guia e o deficiente visual devido à falta de profissionais qualificados para realizar o treinamento e ao alto custo desse processo. As escolas e instituições que realizam esse trabalho só conseguem finalizá-lo devido a doações, ajuda de voluntários e apoio de empresas públicas e privadas.

Inovação para chegar às prateleiras

O livro, para ser publicado, precisa da ajuda de todos. Isso porque ele faz parte de um projeto de financiamento coletivo (ou crowdfunding) realizado pela Bookstart.  A ideia é simples: um grupo de colaboradores contribui com determinadas quantias em dinheiro para que um projeto seja viabilizado.

Funciona assim: a Bookstart recebe uma proposta de campanha de um autor, analisa, aprova e coloca à disposição na web. Os leitores interessados podem então fazer uma colaboração em dinheiro (por cartão de crédito ou boleto) e, se o projeto atingir a meta preestabelecida, o dinheiro arrecadado é utilizado para viabilizar os custos de produção e distribuição do livro.

“O objetivo é oferecer um serviço que fique entre a autopublicação e o trabalho de uma editora profissional. "Vamos publicar com alguma qualidade e ao mesmo tempo dar capilaridade para autores independentes", afirma Bernardo Obadia, sócio da Bookstart.

E então, vamos ajudar?? 

Desde já, muito obrigada seus lindos!!

Um beijo,

Jéssica Curto

sábado, 20 de dezembro de 2014

Crise dos cinquenta e poucos

O meu pai está nessa crise, de querer fazer festas com os amigos que sempre se negou a fazer com a família, de querer sair todo o final de semana, coisa que nunca gostou, de querer tomar cerveja, coisa que sempre disse odiar, e agora, nesta crise de querer virar menino de novo ele não está percebendo que está perdendo a família, pessoas que sempre estiveram ao seu lado e que de certa forma, sempre quiseram um pouco disso e ele sempre disse não, e agora, vendo os lugares imundos e maltrapilhos que ele vem frequentando e percebendo que ele está saindo para a gandaia sempre que pode, percebi que talvez não seja uma crise, talvez ele simplesmente não gostasse de mostrar esse lado para a família, talvez ele nunca tenha sido ele mesmo, porque provavelmente, e digo isso de coração partido e de provas concretas, ele nunca realmente gostou da família que fez...
Eu estava meio em choque, não tinha entendido, porque claro, EU não gosto desse tipo de coisa, mas agora entendi que ele gosta mesmo é de maloca, da muvuca, da pegação, do pagode alto e da cerveja gelada na mão, quem diria, um homem que sempre usou social e pagou de bam bam bam, que dizia que tudo isso era coisa de gente pobre, e hoje, os lugares que ele mais adora frequentar, são lugares pobres... Acho que rolou uma identificação estranha, ou então, uma falta de identidade, aderindo o que lhe convém ao momento.
Quando estava no meio de pessoas importantes se comportava como um homem de classe, e hoje, como mero professor público, se comporta às vezes até, um pouco pior do que seus alunos...

Maria Amélia

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Vida Bandida

A vida é engraçada, adora nos pregar peças.
Por um lado, as coisas estão indo de vento em polpa, aprendi a não me importar tanto com o serviço, consegui me adaptar e fazer as coisas do jeito que quero sem ter que ficar brigando, em outras palavras, liguei o foda-se.
Mesmo não gostando do que a gente faz, às vezes, é preciso engolir para continuar vivendo.
De certa forma, conheci pretendentes interessantes e que me divertem, se algo vai sair dali, só o futuro pode dizer, mas isso enaltece nosso ego e nos faz sentir bem.
Não esqueci o que meus amigos fizeram, todos eles, este momento de negritude da minha vida está marcado, mas perdoei, as coisas dificilmente voltarão a ser como um dia foram, mas deixemos pra lá, continuaremos a viver com as recordações boas que se foram.
E tudo poderia estar maravilhoso se não fossem os meus pais, o meu PAI na realidade.
Acho que não existe coisa pior no mundo do que um filho descobrir as putarias de seu pai.
Acredito, sinceramente, que chega a ser saudável ver pornografia na internet, um jeito de se entreter sem trair, o problema é quando passa disso, e passou.
Descobrir galanteios de seu pai, aquele homem que você considerava como herói, com outras mulheres que não é a sua mãe, e o pior, se passando como divorciado sem estar, mas não para por ai.
Mais terrível ainda é descobrir que ele vem traindo de fato a sua doce e maravilhosa mãe, não é só um papo da net, e sim encontros, motéis, e você, a filha que embora soubesse o quão safado ele era, ainda tinha esperanças dele ser um cara "descente".
É claro que acolhi a minha doce mãezinha em meu quarto, e é claro que engoli o nervoso que fiquei quando ela resolveu remodelar as coisas do jeito dela, sem se dar conta que estava invadindo a MINHA privacidade, mas deixemos pra lá, existem coisas mais importantes para se preocupar nesse momento, e sinceramente, o meu foco está na angústia de querer expulsar este homem filho da puta de casa, mas faremos as coisas coerentemente, afinal, é preciso pensar para não se estragar tudo.
Ah vida bandida, não gosta de me deixar nem um pouco realmente feliz, sua infeliz!! 

Maria Amélia

Uma linda lembrança!

Para quem não sabe, um dos textos que tenho mais orgulho de ter criado é o Descanse em paz, meu amor e sempre que posso estou mostrando ele para as pessoas, a maioria diz ser legal, mas pela primeira vez me disseram que lembrava essa história... E me emocionei profundamente com esta comparação, foi uma verdadeira honra, obrigada!!

Jéssica Curto


Apaixonada

Trilha sonora: 


Eu como sempre, estou sempre à procura do meu companheiro ideal, e normalmente é sempre a mesma coisa, um homem que aparenta ser diferente e no fim se mostra tão igual quanto os outros.
E então eu conheci este rapaz, que por ser bonito me chamou a atenção, e por ser inteligente me fez querer conversar.
Mas eu já tinha conhecido outro, que parecia tão inteligente quanto ele, bonito e legal... Mas é como dizem, tudo tem um por que.
Este rapaz que vos digo, me deu um certo medo por ser um expert em português, normalmente quem faz este papel sou eu, e me deu uma certa preocupação, porque eu haveria de ter de escolher alguém em determinado momento.
Mas com o seu jeitinho carinhoso e gentil foi se aproximando e se mostrando mais interessante do que qualquer outro, e foi ganhando pontos rapidamente.
E então, meu bem, eu preciso lhe dizer, eu não resisti em querer saber mais dele, e fui saber, precisava!
Me apaixonei, mas não foi simplesmente sentir o coração bater, foi mais do que isso, foi ver o futuro.
Eu ouvi está sem querer (te juro, tentei ouvir outras, mas acabei caindo nela!) e então percebi o quanto combinaríamos, consegui visualizar passeios divertidos, fotos de amor, uma história por trás disso tudo, coisa que sempre ficava embasado... E me apaixonei perdidamente por ele, com certeza este é o meu escolhido para viver o resto da vida comigo, este é, mesmo que não seja,  perfeito para mim! 
O nome?? Vou te deixar curioso por hora para não causar olho gordo, mas eu prometo um dia te contar o fim dessa história! 
Agora vou ali sonhar com o futuro, um beijo carinhoso,

Maria Amélia

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

A partir de hoje...

Eu fiquei quinze minutos pensando ''eu deveria escrever, mas preciso dormir'' e então enquanto eu rolava o cursor para baixo vendo coisas repetidas no facebook me dei conta de que precisava dormir e queria escrever e não estava fazendo nenhum dos dois.
Já tem semanas que estou querendo escrever e sempre deixo pra depois, sempre tem algo pra fazer, sempre tem um deixa pra outra hora, e na verdade as coisas não andam nada fáceis no meu interior, eu ando com muito tempo e pouca vontade, e quando eu tiver pouco tempo terei vontade e isto é um absurdo.
Eu deveria aproveitar este momento da minha vida em que estou apenas trabalhando, e que tenho um serviço razoavelmente fácil (diferente do que a maioria pensa, ele não é só sentar e ler o dia inteiro, é mais complexo do que parece), mas no fim, eu apenas ando dormindo e dormindo quero ficar a vida inteira, entrei em uma depressão tão angustiante que a vontade de acabar com tudo é as vezes, um fator quase que determinante, e se não fosse pela pessoa que eu mais amo, se eu não soubesse que ela sofreria, eu provavelmente já o teria feito.
A questão é que ninguém lê este blog, quatro anos aqui escrevendo e vi pouquíssimos comentários, poucas pessoas inscritas para o seu tempo de existência, quando o texto é grande, todos perdem o interesse... E é por isso que estou me aproveitando disto e estou escrevendo, porque preciso de alguma forma liberar esta angustia toda que esta no meu peito, e escrever, nem que seja para o nada, tudo o que estou sentindo.
Eu perdi todos os meus grandes amigos nesse curto período de um mês, pessoas que jamais pensei que perderia, pessoas que me imaginava envelhecendo lado ao lado, eu perdi, e percebo o quão a vida é frágil e que talvez o erro esteja em mim, mas eu simplesmente não consigo ver.
Escrever manualmente não é uma opção mais hoje, não com toda essa tecnologia e com o som do teclado que eu amo tanto, e é por isso que não faço de você um diário em folhas, e estou publicando no blog, apenas porque acho que um dia, se eu vier a melhorar desta crise, eu possa olhar para trás e perceber que evolui, eu sempre tento ver a evolução... Às vezes ela não existe.
Ando com tantas coisas presas no peito e no coração, que vou fazer de você o meu ouvinte precioso, que irá ler as minhas magoas e irá de certa forma me ajudar, com o seu silencio e a sua sabedoria eu me curarei... Ou não, mas o importante é que a partir de agora eu lhe contarei tudo o que está acontecendo na minha vida.

Maria Amélia.

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Até a próxima...

eu te amo
e sempre penso em você
você não me ama
e não pensa em mim
uma verdadeira pena
mas é como diz
é preciso chegar no fundo do poço
pegar tudo de tudo
pra então poder se reerguer
e agora eu não quero mais...
acho que precisava
com certeza precisava disso
fazer tudo o que estava ao meu alcance
e então acordar
levantar
e seguir em frente
e é o que farei
com a alma lavada
e com o coração leve
pela primeira vez em anos
em quatro anos
me sinto livre
pra fazer o que bem entender
pela primeira vez
estou me sentindo realmente disposta
a recomeçar
a conhecer
a me aventurar
estou me sentindo tão bem...
tão feliz...
tão...
livre!
Não deu,
eu sei,
não te culpo,
mas é hora de prosseguir
então sejamos felizes
porque a vida é curta
e eu quero aproveitar a minha
a cada instante!!

Beijos, beijos meu querido
até a próxima esquina da vida;

Maria Amélia

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Anjo violado

Sabrina foi morta
A inocência transgredida
Mais que isso, violada
De forma brutal, a vida arrancada
Desejo sexual incontrolável de um ser
Que não pode ser chamado de humano
Dois anos apenas de ternura
Pequeno ser divino de uma mãe
Presente que demorou nove meses para chegar
Sabrina foi morta
Sem saber o que estava acontecendo
Difícil de acreditar que alguém possa fazer esse ato
Em um pensamento inimaginável como possa ter sido
Quanta dor deve ter sentido
Sabrina foi morta
A história contada no jornal de hoje
Amanhã será outra
Ninguém mais se lembrará
Sabrina foi morta
Os jornais não cumprem com o critério de eternidade
Ou apenas a memória que deixa de registrar para sempre
Sabrina foi morta
Escutei dizer que é normal, já aconteceu antes
Sabrina foi morta
Sabrina foi violada
Quero ser anormal
Desejo toda a anormalidade do mundo pra você
Sabrina jamais pode ser esquecida

Vanessa Silva


segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Amor: artigo de luxo

Trilha sonora: 


Por Vanessa Silva


Transformar toda a dor, de um amor perdido, em poesia é uma dádiva. É contribuir com a literatura, mais que isso! Com a alma. Talvez, muitos não compreendam uma alma apaixonada, mas o amor está aqui.

De alguma forma a inspiração é despertada. A alma não chora mais. Apenas se contenta de ter vivido um amor. Que seja esse amor imperfeito, bandido e profano. Apenas ame! É um luxo possuir um bem mesmo que ele não seja durável.

Os calculistas que me desculpem! Mas a frieza não está com nada.

Amar ou comprar uma bicicleta? Faça os dois! Um não tem a mesma sensação que o outro e com muita criatividade há quem os una.

Tempo desperdiçado só acontece quando o amor não é transformado em um belo poema. Há quem nunca amou e prefira passar a vida se gabando por isso. O que eu acredito que seja uma bobagem. Vida sem poesia, amor sem vida, poesia sem amor?

O sentimento tem que ser experimentado. Sonho reinventado. Lágrimas usadas. Adeuses temporários. O sofrimento é opcional. O amor existe.

domingo, 19 de outubro de 2014

Hugo & Elisa E A Fuga De Madame Hornick de Anna Chiara em uma SUPER PROMOÇÃO nas Livrarias Curitiba!!! \o/

Muuuuuito boa tarde minha gente, 

tudo bem por ai?? 
Estou vindo com muuuuuuiiiiitaaaaa empolgação contar uma super novidade para vocês, meus lindos leitores assíduos e viciados em livros!! 
Vocês se lembram da nossa querida autora Anna Chiara do livro Hugo & Elisa E (A espetacular, incrível e formidável =X) Fuga De Madame Hornick, que nos enviou vááárioooos marca-páginas autografados que o pessoal ficou louco para ganhar e rolou até promoção?? 
Pois então, essa moça não para de agradar os pobres mortais amantes de livros, e agora veio com mais uma super novidade para a felicidade geral dos leitores!! \o/
O seu livro está sendo vendido à preço promocional... é isso mesmo que você leu, PROMOCIONAL nas Livrarias Curitiba por APENAS R$17,30!!!! 
Gente, fala sério, em que lugar do UNIVERSO um livro tão INCRÍVEL como esse seria tão barato assim??? Nós sabemos o quanto livros são caros aqui no Brasil, então temos que aproveitar essa oportunidade ÚNICA e comprarmos o mais rápido possível!!! 
Eu garanto que vocês não vão se arrepender, não é todo dia que você tem a grande chance de possuir um livro tão bom por um preço tão INCRÍVEL e como eu sou legal com vocês, vim divulgar isso rsrs.
Ah, mais uma coisa, ele também está sendo anunciado na nova edição da revista da loja (Ler & Cia), que tem circulação também nas Livrarias Catarinense.
Você vai mesmo deixar passar uma oportunidade dessas?? Não né?!
Então corre logo e adquira já o seu, depois vem aqui no blog e diz o que achou dessa nossa dica ;-) 

Um beijão da blogueira que ama vocês,

Jéssica Curto



sábado, 18 de outubro de 2014

Saga de Bravos de Patrícia de Luna



Fala minha gente, tudo bem por ai??

Venho com mais uma novidade super legal pra vocês, meus queridos leitores.
Estava checando os meus e-mails quando de repente me deparei com uma proposta muito bacana, a assessora da autora Patrícia de Luna me enviou um e-mail com a sugestão de divulgar aqui no blog um livro épico que promete fascinar quem curte um romance bem contado e repleto de curiosidades sobre a história mundial.

Saga de Bravos

Épico brasileiro viaja pelos momentos mais marcantes da história mundial

Uma viagem pela história medieval. Um amor de dois mil anos. A busca pela paz na Terra. Saga de Bravos! Esse é o novo romance de fantasia histórica, da autora Patrícia de Luna, que já provoca entusiasmo entre os apaixonados por livros que mesclam pesquisa histórica e ficção e será lançado na Bienal de São Paulo, dia 28 de agosto.

Saga de Bravos traz uma incrível história envolvendo três personagens principais cujas vidas se encontram entrelaçadas há milênios, desde a época de Jesus Cristo. Um triângulo amoroso, onde dois homens imortais caminham na Terra disputando o amor de uma incrível e improvável mulher, que sempre renasce e vive dividida pela impossibilidade de ficar com o seu eleito.

Na história, o livro foi escrito pela esposa do alquimista Flamell, guardado por uma irmandade em Rennes-le-Château e narra a história do judeu da Grécia, aquele que carregou a cruz de Cristo, Simão, e, sobre outro homem que tornou-se imortal no dia da crucificação: Barrabás.  Em uma viagem entre o passado e presente, esses dois personagens atravessam o tempo com objetivos diferentes: um busca sua amada a cada reencarnação, o outro busca o Apocalipse. Os dois também têm uma visão antagônica sobre a humanidade, mas estão condenados a cavalgar juntos até o Armagedon, um do lado dos templários e o outro de Hassassins.

Seus caminhos se cruzam novamente em 2012 e ganham uma nova protagonista: Ariadne. Integrante de uma ordem mística, essa mulher linda e misteriosa, guarda segredos que poderão mudar o rumo da humanidade.

Uma saga épica, com passagens históricas (crucificação de Jesus Cristo, Cruzadas Cátaras, Corte do Rei Arthur, Santo Graal), lugares sagrados, aventura, fantasia, amor, sexo, encontros, desencontros, guerras e paz. Esta fantástica história realmente faz com que o leitor se encante, emocione e perca o fôlego em uma busca incessante, alucinante e misteriosa.

A Saga de Bravos tem book trailer e tudo, confiram!!


E como começou tudo isso? Vocês devem estar se perguntando...
A autora passou 10 anos pesquisando, estudando e escrevendo para TV na Europa e acabou percebendo que com tantos segredos desvendados e conhecimento adquirido, tudo que ela vivenciou poderia servir como base para seu terceiro livro.

Um pouco mais sobre a Autora:

Bisneta de condessa espanhola, descendente do último antipapa da história, Patrícia Carneiro de Luna é uma enciclopédia histórica ambulante. A escritora, formada pela Shakespeare Company, em Londres, passou cerca de duas décadas viajando ao núcleo das histórias mais marcantes do mundo e o resultado disso foi a conquista de um intenso conhecimento que acabou servindo de pesquisa para Saga de Bravos.

Em diversas aventuras e viagens pelo mundo, ela coletou não só fatos históricos, mas viveu experiências, desde viver um tempo com Druidas, passando por praticar arquearia, até morar num convento, o que transmite a real dimensão do que escreve. No Brasil, escreveu um musical que esteve em cartaz no Rio De Janeiro e escreveu o conto de fadas, publicado pela Réptil Editora, que proporcionou um encontro transformador em sua vida: Christina Oiticica, esposa de Paulo Coelho, que ilustrou seu primeiro livro e teve sua biografia escrita por Patrícia De Luna.

O resultado da amizade entre as duas, também rendeu frutos para Saga de Bravos. Pois, a escritora desvendou histórias mágicas no Sul da França, quando ficou hospedada na casa de Christina e Paulo Coelho em St Martin e através deles conheceu personagens fantásticos do Caminho de Santiago, que estão no Livro: Como um templário e um hospedeiro que faz o ritual da queimada.

E provavelmente a união de todos esses fatores e aventuras já fazem de Saga de Bravos um sucesso, antes mesmo do lançamento – previsto pra Setembro. A autora já conquistou mais de dois mil seguidores em sua página destinada ao livro no Facebook e tem um séquito de fãs à espera da Saga que promete ser um dos maiores sucessos literários de 2014.

O livro foi lançado na Bienal do Livro desse ano, ou seja, fresquinho para chegar nas suas mãos!!
Vocês não vão deixar essa oportunidade passar né? Então comprem já, o link segue abaixo!


Ah!! Mais uma coisa, ela me propôs escolher uma das épocas históricas e locais do mundo onde o livro se passa para fazermos um bate - papo exclusivo (Celtas, Cataros, Templários,essênios; Inglaterra, Espanha, Portugal, Israel,Itália,Marrocos) e eu resolvi deixar para VOCÊS, meus leitores, a escolha, então me digam o local que vocês gostariam de saber um pouco mais, para discutirmos com a autora!!

Estou ansiosa e curiosa para ler mais esta obra que promete ser um livro que vai marcar a história, e vocês??

Beijocas,


Jéssica Curto

domingo, 12 de outubro de 2014

Mil vezes

Trilha Sonora: 


Por Vanessa Silva

Eu amava a forma como você se irritava com meu jeito impulsivo de ser. Quando dizia que não sabia como lidar comigo. Mas na verdade eu também não sabia lidar com nós dois. Eu me irrito quando quer ficar longe de mim. De perto, perco o rumo das coisas na sua frente. Talvez eu nunca entenda o porquê que dói terminar mil relacionamentos.

A dor maior é ter que dar o ponto final em uma mesma história mil vezes. Foram mil vezes que me despedi. Mil adeuses! Já perdi as contas que quantas lágrimas derramei. Já fiz e refiz as malas para ir embora.  Voltei. Às vezes, acho que fiz mais coisas para fugir de você do que para te amarrar para sempre. Eu amava discutir com você. Irritar-te com minhas ironias e depois de mansinho me achegar...

Você nunca foi muito bom com as palavras, mas seu corpo sempre disse tudo. Eu amava quando automaticamente abria os braços para eu me aconchegar no seu peito. Eu já me arrependi mil vezes pelas brigas. Sorri com muitas delas. Aprendi.

Eu finjo estar brava para chamar sua atenção. Se te xingo é para dizer que te amo. Você diz que sou louca, eu e metade do mundo concorda com isso. Eu odeio mil coisas em você, e em cada uma delas têm algo especial.

Você pede mil vezes para eu te esquecer e fica mais presente que nunca na minha vida. Nunca ouvi.  Eu tentei te esquecer mil vezes. Eu ocupo meu dia, troco de trabalho, atravesso a cidade, chove, faz sol, penso em mil coisas. Invento novos amores. Sinto outros prazeres, por vezes, ilícitos. À noite eu sonho mil vezes com você.

Porque é triste terminar mil vezes com a mesma pessoa. Você intensificou sua vida mil vezes para me esquecer, acabou no meu colchão.

domingo, 14 de setembro de 2014

Momentos

Trilha sonora: 



Que mesmo nos piores momentos, você se lembre de seguir a luz
Que mesmo quando tudo parecer perdido, você não desista de lutar e fazer a diferença
Que mesmo diante de situações degradantes, você ainda tenha forças para correr e brigar
Que a morte não seja motivo para amedrontamento, e sim para se viver cada dia mais de um jeito diferente, novo e melhor!!!

Jéssica Curto

Agir!

Trilha sonora: 



As vezes a gente precisa agir, as vezes a gente fica esperando e esperaremos até morrer, se você quer alguma coisa lute por ela, não importa o que os outros vão pensar ou dizer, o que importa é você não desistir!

Jéssica Curto

Os fios se ligam



Naquela tarde, ela estava se sentindo completamente sozinha naquela imensidão de mar de pessoas, o sol já estava se pondo e o dia estava lindo, de um céu azul clarinho com um sol alaranjado bonito e vívido, mas a sua tristeza era tão grande que ela só conseguia ver o cinza do cimento sob seus pés.
E então algo esbarrou nela, lhe obrigando a erguer a cabeça e olhar para aqueles olhos tão vívidos e felizes, que lhe sorriam e pediam desculpas, e então seus lábios sorriram de volta, e seus olhos brilharam. Ela então pôde ver o quão bonito estava aquele dia, as nuvens tão brancas no céu, as pessoas a sua volta lhe trazendo conhecimento e sabedoria, as oportunidades escancaradas na sua frente, esperando apenas, que ela as visse... E ela viu, e seguiu para um novo rumo, de uma nova vida, totalmente única e totalmente diferente!! 

Esse é o tipo de vídeo que me da uma inspiração imensa com a sua simplicidade e com o seu som tão belo e suave, a vida é feita de pequenas coisas, não deixemos então as grandes oportunidades passarem!!


Jéssica Curto

domingo, 31 de agosto de 2014

Por onde andam as pessoas que transformam o mundo?

Trilha sonora: 


É, pois é, a vida anda cada vez mais chata, essa cor preto e branco sem graça, onde todos são estranhos e o meu modo de ver o mundo parece ser totalmente louco, quando na verdade deveria ser simples... 
Eu só sigo o que me venderam a vida inteira, os ideais de sociedade correta, coerente, de moça certa (com pensamentos fortes, porque foi assim que mamãe me criou, para nunca depender de ninguém!) 
Mas o que eu vejo cada dia mais são pessoas se vendendo pelos motivos mais absurdos possíveis, mulheres não se dando o devido valor para conquistar aquele bonitão bem sucedido, ou aquele cara pegando todas apenas para pagar de galã... e me pergunto porque as pessoas pararam de ser sinceras umas com as outras? Quando foi que elas simplesmente desistiram de buscar as pequenas e simples coisas que valem a pena na vida? 
Será que isso um dia afinal existiu ou foi apenas uma grande ilusão da minha cabeça?? 
Estou cansada de olhar para estes sorrisos falsos e estas conversas sem vida e sem propósito... é pedir demais querer mais do mundo?? Querer aventuras saudáveis e ideias geniais?? 
Onde estão as pessoas inteligentes, aquelas que nos fazem levantar da cadeira, abanar a poeira e nos mexer com vontade?? 
Onde estão os grandes transformadores? 
Será isso uma grande ilusão da minha mente viajante? 
Deus, eu espero que não, eu realmente espero que não!!

Jéssica Curto

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Agi errado com o cara certo

Trilha sonora: 



Sim, ele está namorando... e você não sabe como fiquei triste.
Eu tentei me controlar, tentei fazer com que desta vez desse certo, mas parece que sempre alguma coisa da errado, parece que eu sempre faço algo que não devia...
E então vem as consequências, a minha fúria por não achar a garota tão bonita assim (como se eu fosse o ser mais lindo do universo!) a angustia por não ter atingido o objetivo, a dor, o sofrimento, e então essa maldita que me persegue nestes últimos tempos...
A depressão.
Estou muito magoada, tentando revistar os meus pensamentos e memórias, o que eu deveria ter feito que não fiz?
Por que não deu certo?
A verdade é que eu devia ter sido mais carinhosa e doce, no entanto estava tão sem jeito e ao mesmo tempo tão ansiosa que acabei estragando tudo, e ele era o cara certo...
Ele é bom, bonito, inteligente, um partidão... E eu fiz merda...
Agora já era, acabou, não tem mais jeito, vamos ter que continuar procurando no meio desses sete bilhões de seres que existem na terra... 
Eu só espero que o sentimento de culpa passe logo, porque não aguento mais sofrer!! 
Eu errei com o cara certo.

Maria Amélia

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Pura imaginação

Trilha sonora: 



Estamos bem
sim, parece mesmo loucura
mas ele me chama de louca
e diz que é fruto da minha imaginação
então...

mas é tão divertido
essa loucura insana
de estar com raiva
e então ficar feliz

parece gente masoquista
ou bipolar
mas pelo jeito não será fácil cair no tédio
e ele também quer...

Ele quer!
Ele quer!
Ele quer passear!
Ele quer!
Ele quer!
Ele quer passear!

O tempo está difícil
mas quem disse que seria fácil?
Tudo que demora é mais gostoso
não é isso o que dizem?

Ai ai 
meu bobo chato
meu lindo fofo
você é perfeito nessa sua imperfeição
só faltou os lindos olhos azuis...

irritante
e legal
você é um complexo ambulante
você vai me deixar completamente louca
mas acho que já estou
desde o primeiro oi...

Maria Amélia

terça-feira, 29 de julho de 2014

O idiota sempre é mais fácil



Eu estou vivendo um grande conflito, primeiro porque eu encontrei um rapaz que é bonito, inteligente e tem química... É você entendeu... *vermelha*
Mas como nada é perfeito, ele também não é
e ele realmente é muito inteligente, isso torna ele completamente cabeça dura, determinado e argumentador!
Estou ficando louca, de verdade!
É difícil lidar com tudo isso, quer dizer, é muito gostoso, mas é cansativo e desgastante ao mesmo tempo
nós discutimos demais, e eu acho que ele gosta...
eu gosto também... mas não está sendo nada como o planejado
quer dizer, ele disse que essa é a graça das coisas, não precisamos seguir roteiros e tals... mas é que eu sempre segui roteiros...
uma vez me disseram que namorar homem burro era o melhor negócio, e eu discuti dizendo que era ridículo, que eu sempre preferiria um inteligente
pois é... sábia voz da razão, namorar homem burro é um ótimo negócio
é fácil manipulá-los, controlar do jeito que bem preferirmos... mas eu ainda prefiro os inteligentes... e olha a dor de cabeça que estou tendo!
Mas eu não sei, ao mesmo tempo em que eu quero levar isso pra frente, eu quero parar, porque ele me empolga, mas me irrita...
ele é o tipo de cara que eu sei que seria ótimo pai e marido, aquele do tipo que vai dar um ótimo futuro pra família...
quando ele foi embora naquele dia, eu tive uma certeza tão grande de que era ele... maldito sonho aos 11 anos!
Pois é, é complicado... mas o que você precisa saber é que não sei o que faço da vida, a única certeza de que tenho no momento é que quero muito sair de novo com ele!
E que com certeza... o idiota sempre é mais fácil!

Aguarde por mais, meu bem, aguarde por mais... o que vai ocorrer, ninguém sabe...

Maria Amélia

sábado, 26 de julho de 2014

A culpa nada transgride: apenas obstrui a evolução da alma

Por Vanessa Silva

      Sempre se calcar pela cautela não está errado, mas a partir do momento em que não faz nada para agradar a própria alma, o desejo dentro que te impulsiona. Isso sim pode ser chamado de erro. Um pouco de dar vida a própria vida também é cometer os mais bárbaros e celebres instantes de insanidade. Sem se preocupar com os outros e dar vazão ao grito interior. Viver um relacionamento de aparências realmente não é digno com a nossa alma que nos acompanha tristemente todos os longos segundos. Depois de quase tudo que acabei de expressar, podemos definir em uma só palavra: Culpa.
      Quando deixamos de amar alguém que nos deu amor. Sentimos a culpa. Ela nos segue ou apenas somos nós que não a abandonamos. 
      Ao sair do trabalho com uma sacola de comida exalando o aroma até a outra esquina, em no momento seguinte se deparar com duas crianças, moradores de rua, sem nada para comer, ofereceu toda a sua refeição, mesmo com muita fome. Isso é culpa. Poderíamos dizer que foi um ato nobre de pura solidariedade, todavia sabemos que foi gerada uma culpa, como se fossemos responsáveis por toda desgraça que foi lançada sobre a terra. 
      O conflito interno na maioria dos seres humanos é causado pela falta de compreensão de si mesmo. Pelas renuncias de felicidades, nessa hora a alma fica inconformada com a ausência de coragem.
      O pecado seja ele qual for é uma forma de transgressão. Afinal, se é necessário um momento para ser lançado além do permitido, também não devemos pensar no pecado de modo pejorativo. Pois enquanto houver o ser humano sempre haverá o pecado. 
      A culpa nos consome. Ao trair nós mesmos, lidamos com a hipocrisia de atuar como fantoches de um público autoritário e que não permite erros. Essas ações impedem a capacidade de construir os alicerces da própria felicidade. 
      Convivemos mais com a culpa do que imaginamos. Somos mais religiosos do que percebemos. Culpei-me tanto por ceder às minhas vontades. Ao me preocupar tanto com o pecado que não aproveitei a transcendência, a minha evolução. 
      A culpa que insiste em martelar aqui dentro: pode vir em forma de água, de fúria ou sair arrastando tudo, mas a única maneira de conter, sem deixar resquícios de arrependimento, é se conformar que tinha que ser assim.
      No cotidiano não é corriqueiro as pessoas comentarem sobre o vazio que existe dentro de cada um. Entretanto, ele está lá o tempo todo. 
      Lançar-se no trabalho com a intenção de preencher o vazio. Doar-se para um templo religioso. Privar-se de itens de vaidade, vestuários e comidas. Deixar de fazer sexo. Estas são apenas algumas de muitas ações que o ser humano se priva em prol de obter o perdão.  A culpa está em nós mesmos – ela está em você. 
      Muitas das atitudes daqueles que creem em Deus pode sim ser consideradas como bondade, espiritualidade e os mais belos sentimentos, todavia, tudo pode se resumir como: Culpa.
      São inúmeras as formas que as pessoas têm que pagar uma dívida com Deus. Como se sentissem culpados por não conseguirem resolver os próprios problemas.
      A culpa sempre vai nos acompanhar, não tem jeito de nos livrarmos dela, simplesmente é necessário a apreender a conviver. 
      Sempre será esse circulo vicioso. Criam uma regra, depois como é proibidos todos querem fazer. Enquanto não realizam o desejo, julgam-se o tempo todo por querer fazer. Até o ponto, em que não conseguem mais parar de pensar em como vão saciar a vontade. Quando chega o ponto que não tem como não cometer o erro, em um momento insano de em que se lançam eles transcendem. O desejo foi cumprido. O prazer exaltado.   
      A sensação de alívio é inevitável. Entretanto, a transgressão da alma já ocorreu. A consciência já percebeu a presença do pecado. 
      O pecado se faz presente: A culpa se instala. Só há uma coisa a se fazer. Punir-se. 


sexta-feira, 25 de julho de 2014

Droga!!

Droga
eu acho que estou apaixonada
isso é uma droga, não é pra você rir!
sabe quando dizem que o beijo, aquele beijo, define tudo?
pois é,
eu fui determinada em não deixar nada rolar, mas logo quando ele chegou eu já comecei a gargalhar
em menos de cinco minutos já tinha dado dois tapas em seu braço e rido igual uma louca junto com ele
parecia que nos conhecíamos há anos
conhecer por internet tem dessas coisas, quando vai ver pessoalmente a estranheza não é tão grande
mas eu simplesmente não queria, a gente briga tanto
ele é muito cabeça dura, e sempre acaba batendo de frente comigo
eu não gosto disso u.u... 
eu sempre consegui controlar todo mundo, no entanto ele...
e ele é tão esperto e engraçado e divertido
droga
pare de rir!
Pare!
Mas não sei, simplesmente aconteceu, eu sabia que ia acontecer
eu queria que acontecesse,
e eu achei que seria uma droga, como das últimas vezes, não foi super romântico,
mas quando ele me beijou...
droga...
e depois, quando ele me pressionou naquela parede, deus do céu... eu simplesmente não queria parar
estava tão gostoso...
e... eu nunca tinha sentido tamanho arrepio quando ele começou a chupar os meus lábios... meu deus...
MEU DEUS!
DROGA!!!
E eu voltei com a cabeça colada nele, e agora estou me roendo
porque ele chegou tarde em casa e capotou na cama sem nem me mandar mensagem
eu sei que foi isso, mas gosto de me torturar pensando que ele não gosta de mim,
na verdade estou louca para ele me chamar para sair de novo
estou evitando todos os outros
não quero saber de ninguém, quero sair com ele
droga, droga, droga!
Eu não posso fazer nada, porque ele deixou escapar que está com medo
os relacionamentos anteriores foram traumatizantes
eu preciso me controlar, não posso assustá-lo
mas quando eu o vi indo embora... eu tive uma certeza que me deixou tão assustada...
é ele... mas pode não ser
e isso me enlouquece
mas ele é tão... tudo o que eu estava procurando
DROGA!
E agora José? O que eu vou fazer?
Por hora vou dormir, quero que o tempo voe, assim poderei falar com ele novamente o quanto antes...
Droga!
Acho que estou apaixonada...

Maria Amélia


quinta-feira, 24 de julho de 2014

4 Dicas para Economizar Comprando Livros na Internet

Por Duarte Junior

Não existe coisa melhor que ler um bom livro para se desprender das correrias diárias. Se entregar inteiramente a uma história e sentir-se dentro dela, são sensações únicas que são proporcionadas apenas por um livro, e além desse sentimento de satisfação ao ler uma boa história, o hábito da leitura ainda te enriquece grandemente em conhecimento.

Por esses e outros motivos, os apaixonados em leitura sempre procuram aumentar a quantidade de livros em sua estante, ou pelo menos a quantidade de livros já “devorados”. Pensando em você que pretende comprar alguns livros para completar ainda mais a sua estante, eu separei aqui 4 dicas importantes para economizar comprando livros na internet.

1 - Sebos Online

Como nas lojas físicas, os sebos online são uma ótima opção para busca do livro desejado. Por se tratar de um comércio de exemplares já utilizados, o preço dos livros estão bem abaixo dos cobrados em livrarias. Procurar exemplares dos livros em sebos pode ser uma ótima opção caso o sebo tenha um comprometimento em comercializar apenas livros bem conservados, ou disponibilizar fotos e descrições caso o livro já esteja bem “acabado”.

Um sebo online bem legal de se verificar é o Livronauta*, um sebo online que funciona como uma loja de pesquisa com mais de 4 milhões de livros em mais de 500 sebos do país. Uma ótima opção para adquirir um livro sem gastar muito.

2 - Ofertas Exclusivas

Sites que possuem vendas em diversos setores, como Extra* e Americanas* por exemplo, geralmente disponibilizam ofertas apenas para as compras online. Procurar as ofertas disponíveis para o setor de livros é uma boa dica para encontrar exemplares novos por preços bem acessíveis.

Além de poder encontrar o livro desejado, os preços baixos em livros novos podem te influenciar a conhecer novos autores e obras, desprendendo você de um padrão pré-selecionado que conta apenas com livros conhecidos. Uma ótima dica para gastar pouco dinheiro, comprar um livro novo e conhecer novos autores.

3 - Descontos Personalizados

Outra dica muito boa pra quem pretende comprar livros novos e economizar bastante é procurar saber se o site, loja ou livraria possui descontos personalizados ou parcerias de venda na hora de comprar seus livros.

Um exemplo de desconto personalizado é o cupom de desconto Saraiva* , um desconto único e customizado que é disponibilizado pela livraria e que além de proporcionar um desconto bacana ainda devolve uma porcentagem do dinheiro de volta.

4 - Site de Troca de Livros

Para economizar um bom dinheiro, melhor que gastar pouco é não gastar. Para os desapegados aos livros e que sempre emprestam ou trocam seus exemplares com os amigos, os sites de trocas de livros são totalmente aconselhados para quem quer ler novos livros sem gastar com isso.

O Livralivro* é um site que proporciona aos usuários trocarem quaisquer livros desejados entre si. Para usar é bem simples, basta entrar no site, se cadastrar e disponibilizar em seu perfil os livros que você pretende trocar. Sempre que alguém “pegar” um livro de você, você terá o direito de pedir qualquer livro disponível por qualquer usuário. Muito simples.

Com essas dicas não haverá mais desculpas para não ler novos livros. Seja comprando ou trocando, ler novos livros te proporcionará novas experiências e sensações únicas.

Sites dos locais indicados:

*Livronauta: https://www.livronauta.com.br/

*Extra: http://www.extra.com.br

*Americanas: http://www.americanas.com.br/

*Cupom de desconto Saraiva: http://www.poup.com.br/cupom-desconto/saraiva

*Livralivro: http://www.livralivro.com.br/

domingo, 13 de julho de 2014

Triste

Estou tão triste
e eu não poso dividir isso com ninguém além de você
você que aguenta as minhas palavras sem reclamar
sem questionar
você que simplesmente está ai, esperando para eu dizer alguma coisa...
ando triste já há algum tempo
o fato de ter alguém ao lado sempre foi um absurdo, eu não preciso de pessoas...
mas a carência anda pesando um pouco...
desde que eu decidi abandonar toda a ideia louca de continuar tentando tê-lo pra mim...
mas a busca está cada vez pior
bom... são cinco anos sem namorar
seis meses sem ficar com ninguém
e quatro anos perdidamente apaixonada pela mesma pessoa
a paixão por ele tem diminuído um pouco
mas acho que talvez nunca suma por completo
os outros, ou não são bonitos (e eu ando meio chata com isso... é errado, mas não sei, não consigo x.x) ou são chatos... ou mentirosos... ou qualquer coisa que me faça não querer mais ter nada com eles
e eu ando tão emotiva
me peguei com os olhos lacrimejados outro dia vendo um romance... e o pior é que foi em um momento bonitinho... e lá estava eu, emocionada
acho que estou depressiva
trabalho pra ganhar dinheiro
gasto com outras pessoas
não quero saber de sair
não quero saber de nada...
meus amigos andam reclamando, mas eu simplesmente não quero mais...
amigos... pff
amigo nunca é algo real, se você for parar pra pensar, quando você começa a não atender os seus desejos, eles vão sumindo aos poucos...
dizer que quero um companheiro é um fato, mas não é qualquer companheiro, e pela minha carência deveria ser...
não sei mais o que fazer...
mas o lado bom é que ando me dedicando muito aos meus livros, realmente, já li três em menos de um mês e neste curto período de dois meses, já foram bem uns seis livros... um bom record!
Todos estão progredindo, todos estão namorando, todos estão trabalhando no que gostam, porque eu não consigo?
Não sei responder... acho que isso começou em 2010 e já faz quatro anos... a tendência é piorar...
as vezes egoistamente eu penso em acabar com tudo, recomeçar do zero seria bom, novo país, nova família, nova vida... mas eu posso? O que pensariam? O que eu posso esperar?
Ando tão triste... e o pior é que não posso conversar com ninguém sobre isso, apenas com você...

Maria Amélia