domingo, 15 de setembro de 2013

VIZINHOS

A casa em que mora meu ser
Anda cheia de vizinhos.
Eles se perguntam se vale a pena investir
em mais um jovem magro e tímido.
Sem contar que é indeciso.
Os meus vizinhos, quase não os vejo.
Aparecem de repente, digo-lhes palavras que 
com certeza não pensei.
A minha casa é rodeada de vizinhos
que não sei quem são, muito menos
se posso com eles contar por algum tempo.
Sabe, eles vivem se mudando...
Assim é difícil amizade.

Rafael Cardoso


2 comentários:

  1. Olá :)
    Esses vizinhos estão perto, mas não estão junto de você :/
    Legal o poema!
    Beijinhos
    www.my--bookshelf.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perto, quase grudado né Stéfane kkkkkkk
      o autor vai curtir o comentário, com certeza ^_^
      Beijocas!

      Excluir