quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Lua

Eu não tenho medo de perder. Eu estive toda minha vida procurando alguém para me amar como você, e se eu respiro essa alegria eu a divido com você. Sento aqui, sozinho, nessa noite tão vazia sem você, mas por instinto de quem ama eu sei que posso estar sempre com você mesmo que divididos entre o céu e o mar. Estou  esperando entre as nuvens e as sementes. Entre as raízes do novo dia eu existo, mas já não sei sonhar sem você. Acredito em coisas que talvez você não acredite. Apenas me jure que vai me querer até as estrelas se apagarem e nunca verei a lua sem seu reflexo.

Leonardo Ragacini


2 comentários: