quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Precisa-se Amante

Para quando não houver atenção para mim
Para quando não tiver com quem falar
Para quando ficar de lado
Para quando a cama não for quente
Para quando o adeus for mais reconfortante
Do que até breve
Para quando me sentir mais vazio com você
do que completo com você
Para quando seus beijos bons forem lembranças
Para quando sentir que não faz falta
Precisa-se amante para tampar
Um buraco que você não sabe tampar
Precisa-se amante para tampar
Um sentimento que não sabe satisfazer
Precisa-se amante para um lugar
Que era somente pra você.

Leonardo Ragacini

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Sobre escrever



Se alguém nos pergunta o que é escrever, é como se perguntasse o que é literatura ou o que é arte, pois as respostas são infinitas. Mas quem gosta do ofício não se cansa em criar algumas. Aí vão elas.

Em primeiro lugar, escrever é uma forma de se expressar, ou seja, um tipo de linguagem. Essa arte é, antes de tudo, a arte de se comunicar. Até aí, nada demais. O mistério é: por que algumas pessoas olham para o céu e conseguem derramar palavras numa folha, como se elas fossem as gotas da chuva? Escrever também é, por consequência, a externalização do pensamento, ou seja, das nossas ideias. Dependendo da forma como elas são apresentadas, são compreendidas ou não, são usadas ou esquecidas, desprezadas ou apreciadas pelo queridíssimo, misterioso e imprescindível leitor.

O leitor. É a ele que nos dirigimos quando escrevemos. A partir dessa obviedade, podemos concluir que escrever é uma tentativa fascinante de transmitirmos as nossas vidas, os nossos sentimentos e pensamentos, para os outros. Fazemos isso simplesmente porque há coisas que só um papel pode dizer. Coisas que, ao serem ditas em voz alta, talvez fiquem menos belas e compreensíveis.

Mas eu diria que o melhor da arte de escrever é a liberdade que ela traz apesar das regras gramaticais. É um mistério: a gramática é sempre a mesma; porém, é com ela que fazemos textos só nossos. Por isso, é com toda a certeza que digo que não há nada mais democrático do que as palavras.

Poucos sabem que a arte é para todos e pode ser feita por qualquer um de nós. Nem todos são, por exemplo, mestres das letras, mas há quem olhe de modo único para as cores de um quadro. Existem aqueles que têm voz angelical ou que interpretam com perfeição. No caso de quem gosta de escrever acontece que, ao ver algo belo, ao sentir aquele instante que provoca o pensamento e o coração, procura traduzir (ou melhor, dar novas cores) aquilo que viu ou sentiu sob a forma de palavras num papel. Isso para que o pensamento de cada um possa reagrupar e interpretar as palavras como bem entender, a fim de sentir a beleza do mundo por meio do nosso alfabeto ocidental.

Pensando bem, talvez seja fácil explicar o que é escrever: o ato em si todo o mundo sabe. Difícil é saber o que ele representa, o que significa esse ato instigante para tantas pessoas. Afinal, para que ele serve? Para tanta coisa que o poeta Drummond já dizia, e acrescento: “penetra surdamente no reino das palavras./ Lá estão os poemas que esperam ser escritos”. E também as cartas, os bilhetes, as postagens das redes sociais... Coisas bonitas, que esperam para ser ditas porque sempre estiveram “lá no fundo”.

Enfim, é mais ou menos isso. É surdamente que você vai entender.

Rafael Cardoso

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Revista Curiosa São Paulo

Oi pessoal, 

hoje eu trouxe uma novidade muito legal (e que deu muito trabalho para fazer e para colocar aqui então por favor leia e comente rsrs). O nosso querido poeta Rafael Cardoso fez um trabalho na faculdade com alguns amigos (ele cursa Jornalismo para os que não sabem) e o resultado está ai, esperamos que gostem!! ^_^

Beijos,

Jéssica Curto






















Beatriz Silva, Hiago Leal, Lisiane Flor, Rafael Cardoso, Simone Brito & Vanessa Silva

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Eu vivo um sonho doce


Eu tenho a brisa do mar
Sobre uma área branca
Quando a noite chega
Eu danço com as estrelas
Quando o não se aproxima
Eu quero dizer que sim
Porque não existe nada
Que possa cortar essa vibração
Eu tenho a melhor coisa de todas
Eu tenho um tesouro escondido
Uma filosofia totalmente renovada
Não quero parar de cantar
Eu pulo para as coisas boas
E as ruins eu dou uma chance
Para serem bem melhores
Então quero que saiba
A melhor coisa de todas
Está em você
Eu bebo um copo de sonhos
E desenho círculos azuis
Com a cor do mar
Em apenas um instante
Estou sendo melhor que posso
Porque isso é pra mim
Apaixonado numa tarde quente
Aventuras sobre uma ilha distante
Não tenho nada que me pare
Porque a melhor coisa de todas
Está em mim e em você
Eu danço entre as folhas no outono
Eu floresço como flores na primavera
Lindas canções quentes de inverno
Suaves ventos de verão
Eu tenho a melhor das coisas
Nada pode mudar
A melhor coisa de todas
Porque isso é pra mim

Leonardo Ragacini

domingo, 24 de fevereiro de 2013

Sejamos Amantes



Me de um beijo em chamas
Arranque as minhas roupas
Jogue-me sobre a cama
Aproveite a chance
Surpreenda-me
Faça-me querer gritar
Bata no meu rosto
Aperte-me com força
Seja aquilo que é
Quero me sentir assim
Porque eu gosto
Ofenda-me e me encante
Se entregue e domine
Sejamos amantes
Sejamos amantes
Vire as cosas pra mim
Depois bata na minha porta
Brigue comigo, grite comigo.
Mostre-me a sua força
Aperte-me com vontade
Sejamos amantes
Sejamos amantes
Se você me quiser
Faça uma canção
Usando meus soros
Prenda os meus braços
Com fitas de cetim preto
Force-me a dizer o que quer
Desafie-me num beijo
Coloque-me contra a parede
Não pare para respirar
Sejamos amantes
Sejamos amantes. 

Leonardo Ragacini

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Eu me lembro de cada segundo ao seu lado


Eu me lembro de cada
Segundo ao seu lado
A cada primeiro beijo que damos
É exatamente como se fosse mágico
Não existe outro lugar
Isso é especial pra mim
Você é meu pequeno bebê
Meu grande amor, amor.
E eu quero que você saiba
Que não importa o que aconteça
Você é meu pequeno bebê
Meu grande amor, amor.
E eu quero que você saiba
Que não importa o que aconteça
Nem como todas as coisas podem
Se partir e quebrar
Você é tudo pra mim
As coisas podem
Se partir e quebrar
Você é tudo pra mim
Borboletas sobre jardim
Por do sol, um novo dia.
Eu quero que você saiba
Que lembro que eu te amo
Apenas porque não quero
Esquecer-se de me sentir
Ao seu lado
Você é meu pequeno bebê
Meu grande amor, amor.
E eu quero que você saiba
Que não importa o que aconteça
Nem como todas as coisas podem
Se partir e quebrar
Você é tudo pra mim
Eu quero que você saiba
Como eu me sinto
Sobre tudo, tudo.
Tudo que já passamos
Porque você tem sido
Exatamente o tudo
Que estive esperando.

Leonardo Ragacini

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Grande erro


E eu retorno aqui
Dentro desse agora
Como um ator em final de cena
Eu retorno aqui
Dentro desse sentimento
Como uma flor seca sem essência
Eu não sei mais
Ficar separado de você
Você é a força da simplicidade
E o brilho das estrelas no céu
O caminho pela melhor estrada
Mas essa noite se passa
E eu não sei ficar sem amar você
Mais um momento se vai
E eu não sei o que dizer
E do meu modo me perco
Dentro das minhas fantasias
Nelas eu grito
''Não me deixe!
Me aceite de novo''
Eu quero ser ''eterno seu''
Não quero te perder...
Eu não sei mais ficar
Sem amar você
Esse é um grande erro
Mas eu não sei mais...

Leonardo Ragacini

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Calça Jeans e 34 graus


O vento bafeja...
A tarde se arrasta sob o céu...
Mormaço reina pleno e faz molhar
As calças-jeans dos trabalhadores.
Minha língua está de fora,
também a da caneta,
que até recusa escrever.
As pessoas se derretem por sorvetes
E os sorvetes derretem em seus corpos.

O sono toma conta, quero dormir.

A alma fatigada em qualquer lugar descansa,
menos embaixo do Sol, é claro,
que uma andorinha tostada já é verão.
O pior de tudo é saber que,
Com trinta e quatro graus na cidade de pedra,
Ninguém consegue evitar dizer
A mesma coisa o tempo todo:
"Que calor!"
Afinal, não há outro assunto quando o 
assunto é a sensação do corpo,
esse admirável
instrumento que nos lembra,
sempre que há Sol,
que pensar é sentir.

Rafael Cardoso


terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

PROCURA DA POESIA


Quem achar, favor deixar
no endereço prescrito:
Rua dos Pensamentos, sem número.
É baixinha, tímida e costuma dar as caras em
dias de frio.
Perdeu-se não faz nem dois meses, estava na Rua dos Pensamentos
mesmo e de repente... puf! sumiu que nem mágica.
Quem souber de algo por favor avise,
que seu dono está mui triste... Ela lhe dizia
coisas belas antes do sono
e consolava as horas tenebrosas.
Cheirava sempre a tinta fresca,
tinha os pés descalços e adorava
correr. Odiava tomar banho.
Seu dono a procura desesperadamente,
Pois sem ela só fala o óbvio,
e o óbvio é triste, sobretudo
porque palavras é tudo o que tem.
Se elas não dançam, não brincam
e não saem do lugar,
tudo lhe parece mórbido
e sedentário.

Quem achar, favor deixar
na Rua dos Pensamentos, sem número.
Boa recompensa.

Rafael Cardoso

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

POESIA EXILADA


Não tem jeito, ela não quer voltar.
A danada da poesia tirou licença-premium.
O jeito é se virar com textos
(pseudo-poéticos, é verdade, mas
não é a mesma coisa).
Quero pedir desculpas
pelo tempo que não dediquei a você.
Você sabe, é a profissão.
Exige a ordem direta das 
palavras, frases curtas,
objetividade...

Mas você tem que voltar.
Pelo bem das palavras,
dos casais apaixonados,
das crianças que se enlamam
na terra, pelo bem de todos
nós leitores da vida.

Volta, querida. Que sem você não posso.

Rafael Cardoso


domingo, 17 de fevereiro de 2013

Amor (pode ser)

O amor pode ser uma sensação maravilhosa ou uma guerra sangrenta como nunca se viu. Tudo depende da postura que você assumir no campo de batalha. Você pode apenas aceitar ''conceder'' ou assumir todo território para si e geralmente ninguém vence. Por outro lado, você pode apenas o sentir e saber que não precisa brigar com ele, apenas o sentir e deixar que seja maravilhoso.

Leonardo Ragacini

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Eu te amo seja você quem for


Eu te amo seja qual personagem fizer
Porque o que me importa
É aquilo que você é para mim 
Porque quero estar com você
Porque eu escolhi você
Após um longo tempo
Você ainda está aqui
E porque quando é só você e eu
Tudo se torna mais preto e branco
Porque a cor está dentro de nós
Não importa o que você diga
Não importa os jogos que joga
Porque você sabe
Que não é comum
Tudo que já sentimos
E você não pode dizer Adeus
Você não pode simplesmente fingir
Porque você também acredita em mim.

Leonardo Ragacini


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Tempo...


Resolvi esvaziar a gaveta. Sabe, tinha muita coisa velha e já não estavam cabendo coisas novas, então eu decidi que tinha de esvaziá-la e ver o que deveria e o que não deveria ir para o lixo.
Você não tem ideia do quanto de coisas que joguei fora, a lata de lixo transbordou de paixões do passado e recados que não tinham mais valor algum.
Desenhos e histórias que tinham sido tão importantes e que agora não passavam de um nada, coisas que nem me recordava mais da existência.
Se eu te falar que olhar para aquilo tudo só me fez perceber o quanto já fui imatura e boba, você provavelmente não vai acreditar.
E então eu cheguei nele... E nossa, parece que foi ontem mesmo que nos conhecemos.
Eu não tive coragem de jogar aquelas lembranças fora, por mais que devesse... Nós ainda estamos ligados por um fino fio de nylon, quase imperceptível, quase... inexistente. Diria que estamos em uma crise dessas de relacionamentos, de repente tudo mudou, alguém do outro lado do mundo voltou no tempo, pisou em um inseto e fez todo o curso dos eventos humanos mudar.
É um perigo, essas histórias de viagem no tempo. Você pode tropeçar e estragar todo um plano, toda uma vida, sabia?
E de repente a garotinha não mais nascerá, o homem não mais conhecerá o amor da sua vida e o romance, enfim... Só será mais um filme da sessão da tarde.
Mas não tive coragem... É como se ainda houvesse esperança, bem lá no fundo, escondida em algum lugar.
E então eu me dei conta de quantas coisas acontecem em nossas vidas e do quanto não nos damos conta, só vamos vivendo, vivendo e quando menos percebemos, estamos velhos e a vida ficou para trás.
Sabe, pensando nisso e no quanto de gente que conheci e que hoje se tornaram completos estranhos, cheguei à conclusão de que não quero perdê-lo, não quero daqui um ou talvez dez anos, olhar para trás e simplesmente não o reconhecer mais, não quero não saber o que se passa na vida dele e as novidades que estão ocorrendo dia a dia... Não quero que ele se torne mais um estranho como todos os outros e não quero porque eu o amo.
Essa é a realidade, eu o amo e ponto!
Amo e sei que é amor porque com os outros não foi com tanta intensidade e nem durou tanto tempo, amo porque ele é exatamente o que eu estava procurando, mesmo recheado de defeitos ele é exatamente o que eu queria, e o que ele me oferece é tão grandioso que encobre todos os males ali existentes.
Talvez só precisemos de um tempo... Mas é deste tempo de que tenho tanto medo, que tempo é esse capaz de estragar uma vida? Capaz de mandar no meu amor?

Jéssica Curto

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Corpo e Alma



Não importa o que você tem
Você é uma estrela brilhante
Nem sempre é fácil ver a luz
Quando todos estão cegos
Não importa seu peso
Se você me faz rir
E seu sorriso me faz acender
Você é naturalmente lindo pra mim
Você é perfeita para mim
Corpo e alma
Ninguém sabe o que sente
Ninguém toca o que pensa
Sua pele não é nada
Comparado a sua luz
Não importa o que dizem
Ninguém conhece a sua alma
Naturalmente linda para mim
Então deixe todos para trás
Mostre sua alma e corpo
Naturalmente lindos para mim
Você é perfeito para mim
Você é mais que perfeita
Todos nós somos mais
Que nossos interiores
Muito além dos julgamentos
Ninguém sabe que porta
Seus olhos podem abrir
Sempre existe mais força
Dentro de nós
Corpo é alma
Seu corpo e alma.

Leonardo Ragacini

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Não posso ser


Eu não sou seu amor de cristal
Nem seu patinho de borracha
Se você precisa de mais atenção
Procure um médico
Não estou aqui pra brincar
Não quero mentiras
Eu não quero jogar jogos que não me excitam
Eu não posso ser idiota
Eu não posso ser ferido
Eu não posso ser contrariado
Se você quer saber um pedaço da história
Eu posso ter asas pra voar
Eu posso ter garras pra agarrar
E eu posso ser uma bomba pra estourar
Você nunca está a salvo, você nunca está seguro
Eu posso ser um novo erro, um grande acerto
Se você for aceito, então aguente
Porque é assim que funciona
Está no meu DNA e não vai mudar
Se você não pode com explosão
Então é melhor não brincar
É melhor não querer jogar
Eu não tenho vergonha
Eu não tenho pudor
Eu sei provocar
Eu sei o que te faz gritar
Se eu não tiver toda a atenção
Se eu não tiver todo o respeito
Então se prepare pra perder
Cada novo dia é um jogo
Uma nova fase pra vencer
Porque eu não me importo
Eu posso ser bobo
Eu posso ser imaturo
24 horas por dia
Mas eu tenho meus truques
Eu tenho olhos pra torturar
Eu tenho palavras pra machucar
E você não sabe o quanto
Se eu não tiver toda a atenção
Se eu não tiver todo o respeito
Então se prepare pra perder
Cada novo dia é um jogo

Leonardo Ragacini


terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Cuidado



,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

Cuidado onde pisa
Preste atenção aos sinais
Pense antes de agir
Abra bem seus ouvidos
Não importa o que aconteça

,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

Nunca muito claro
Nem uma sala escura
Cuidado quando mexer com a escuridão
As coisas ruins estão fervilhando em mim
Uma infecção que se espalha
Ela toma, toma, toma, toma
Cuidado quando mexer comigo
Porque eu sou venenoso
Cuidado com o que faz comigo
Porque posso ser fogo
Você quer brincar comigo?
Você quer brincar comigo?
Juntos num quarto escuro
Coisas afiadas na minha voz
Agulhas em meus olhos
Mas fora é tudo uma festa
Continuamos de onde paramos
Faça sua melhor cara amarga pra mim
Vista suas asas de anjo pra mim
Traga sua cara de pau
Infestada de cupins

Leonardo Ragacini

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Seu coração


No dia que eu te conheci
Eu vi um sorriso no seu rosto
No dia que nos beijamos
Eu vi o amor nos seus olhos
Então, eu passei no teste?
É isso mesmo que procurava?
Eu não quero testar seus sentimentos
Não quero brincar com seus desejos
Quero seu coração
Seja ele duro ou suave
Mais um dia sobre sua casca
Maleável sobre meus dedos
Áspero contra meus ataques
Isso não vai ter volta
A menos que um de nós desista
Mas não quero perder seu amor
Mas você quer o meu?
Porque eu quero o seu coração
Quero te fazer sorrir
Quero dar um tempo
Para sua cabeça cheia
Quero abraçar sua solidão
Quero cada pedaço só pra mim
Mas só você pode me dar
É isso mesmo que procurava?
Eu não quero testar seus sentimentos
Não quero brincar com seus desejos
Quero seu coração
Seja ele duro ou suave
Palavras perdem a força
Mas ações ficam para sempre
Então mostre-me seu coração
Mostre pra mim
Tenho muito para dar
Mas eu posso me conter
Tudo depende de você
Eu sou aquilo que esperava?
Você quer voltar atrás?
No dia que eu te conheci
Eu vi um sorriso no seu rosto
No dia que nos beijamos
Eu vi o amor nos seus olhos
Então, eu passei no teste?
É isso mesmo que procurava?
Eu não quero testar seus sentimentos
Não quero brincar com seus desejos
Quero seu coração
Seja ele duro ou suave
Tudo depende de você

Leonardo Ragacini


domingo, 10 de fevereiro de 2013

Menina má


Ela tem olhos de sol
Boca de cereja
Em seu bolso
Está meu coração
E em seus dedos
O meu amor
Não posso deixar
Deixar que se vá
Seja pra sempre
O meu bebê
Não me deixe
Você sabe que é minha
Minha menina má
Pare, escute o som
Meu sangue pulsando
Estou partindo como um bebê
Sem o seu brinquedo de dormir
Me traga o seu corpo pra cobrir
Sua boca pra alimentar
Eu te deixaria feliz.

Leonardo Ragacini

sábado, 9 de fevereiro de 2013

Hoje

Ei, meu amor
Tudo começou devagar
Os ramos estavam crescendo
Dentro de um pequeno coração
Que era o meu
Você soube como regar
Cada uma das estações
E esperar que a flor fosse sua
E agora você é a melhor coisa
Que eu já tive nas mãos
E agora eu sou a melhor coisa
Que você já teve nas mãos
Então me prometa
Que nunca voltará atrás
Então me diga
Que nunca vai me deixar
Porque isso já é tão grande
Que não é só eu e você
Encaremos o fato
Nesse tempo todo
Nesses fatos todos
Eu te amo mais que nunca
Eu te mostro toda a minha alma
Porque você é minha força
As minhas palmadas de correção
E meus abraços mais carinhosos
Eu disse que você é
A melhor coisa da minha vida?

Leonardo Ragacini


sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Certeiro

Ele passou rápido por mim e não tive a oportunidade de acompanhar seus movimentos.
Dali mais um pouco, senti-o de leve, mas logo ele voltou a me abandonar e fugiu das minhas vistas.
E então eu o vi, estava parado, sua sombra grandiosa, andava a passos curtos, as pernas finas de pés sensíveis e delicados, o nariz longo, atento a todos os movimentos presentes no local.
Minha vontade era de me aproximar, mas fiquei receosa de que viesse a fugir, então apenas me contive a observá-lo.
Ele tinha se acalmado e agora andava lentamente em minha direção, apenas me provocando, o que me fez ajeitar-me na cadeira e me preparar, os olhos fixos naquele ser, o fim era certo!
E então, quando ele menos esperava, tasquei-lhe a mão, pressionando-o contra a parede e o esmagando.
-Maldito pernilongo!

Jéssica Curto


quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Porque eu preciso de mais


Se você quer me provocar
É bom que as luzes estejam apagadas
Você vai ter que começar nua pela sala
E depois vamos subir as escadas
Vamos mexer sobre as telhas
E contemplar o céu
Porque eu preciso de mais
Pegue-me e me puxe
Peça-me muito mais
Quero sempre mais
Nossas respirações juntas
Nossas línguas numa dança louca
Qual o problema amor?
Toque-me onde quiser
Não existem restrições
Vamos fazer disso uma cena suja
Então qual é o ponto?
Porque eu preciso de mais
Pegue-me e me puxe
Peça-me muito mais
Quero sempre mais.

Leonardo Ragacini

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Lua

Eu não tenho medo de perder. Eu estive toda minha vida procurando alguém para me amar como você, e se eu respiro essa alegria eu a divido com você. Sento aqui, sozinho, nessa noite tão vazia sem você, mas por instinto de quem ama eu sei que posso estar sempre com você mesmo que divididos entre o céu e o mar. Estou  esperando entre as nuvens e as sementes. Entre as raízes do novo dia eu existo, mas já não sei sonhar sem você. Acredito em coisas que talvez você não acredite. Apenas me jure que vai me querer até as estrelas se apagarem e nunca verei a lua sem seu reflexo.

Leonardo Ragacini


terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Viver para sonhar

Estou aqui sentada, sozinha.
Acabei de ler sobre uma história que dizia que a vida passa rápido e que quando vemos, puf, já se foi metade, e dali mais um pouco, puf, perdemos nossos grandes heróis, nossos pais... E mais um pouco... Parei de ler.
Parei de ler porque simplesmente não quero imaginar o que perdi, as oportunidades que abandonei, a pessoa que poderia ter sido e não fui.
Parei de ler porque não quero imaginar que os meus grandes exemplos um dia irão me deixar, para que eu siga seus passos completamente sozinha e prove que o legado que me foi deixado será realmente útil.
Parei de ler porque simplesmente não quero imaginar, quero viver em sua plenitude o hoje, quero sonhar e quero aproveitar dos instantes, transformá-los em eternos.
Não quero simplesmente pensar nos meus anos perdidos ou nos que virão, se um dia deixei de ser algo brilhante, simplesmente deixei de ser o que nunca fui e se sou o que sou hoje, é por mérito (ou não) puro e simplesmente meu.
Quero começar a transformar em plena realidade todas as minhas vontades e fazer do futuro a concretização de uma vida repleta e feliz.
Hoje já não sonho mais para viver, mas vivo para sonhar.

Jéssica Curto


segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Como nosso primeiro beijo

Quando estou aqui sozinho
Entre meu travesseiro
E os meus sonhos
Eu posso olhar para as estrelas
Sobre o céu que não vejo
Será que você pode sentir?
Eu não sei explicar
Eu não sei dizer por quê
Mas toda vez que penso em você
Meu coração se torna algo doce
Meus sonhos ficam mais suaves
Como uma canção de ninar
Seus braços, meus lençóis
Os dias correm pelo calendário
E o tempo vai de sol a tempestade
Mas com você é sempre primavera
Não sei dizer por quê
Mas toda vez que te beijo
É como nosso primeiro beijo
Nesse mundo onde todos procuram amor
Sem saber o seu verdadeiro nome
Eu sei que ele está comigo
Será que você pode sentir também?

Leonardo Ragacini


domingo, 3 de fevereiro de 2013

Tudo de novo

 Eu toquei os seus lábios
Eu torci seus dedos nos meus
Deixei sua cabeça uma zona
Fiz tudo isso de novo
Eu surpreendi o seu coração
Eu fiz a sua pele tremer
Eu te amo
Não vou parar
Até sentir seu coração
Entre os meus dedos
Espere, eu não sou inocente
Eu sou o seu maior problema
E o seu melhor presente
Tudo depende do que você
Pode aguentar de mim
E o que pode me dar
Continue me amando
Eu fiz de novo
Eu toquei os seus lábios
Eu torci seus dedos nos meus
Deixei sua cabeça uma zona
Fiz tudo isso de novo
Eu surpreendi o seu coração
Eu fiz a sua pele tremer
Eu te amo
Não vou parar
Vamos fazer disso um jogo
Eu sou as regras
Você a exceção
Espere tudo de mim
Menos um sonho partido
Um coração ferido
Eu nunca te faria de besta
Porque eu adoro a forma
Como você se surpreende
Eu fiz de novo
Eu toquei os seus lábios
Eu torci seus dedos nos meus
Dei forma as suas fantasias

Leonardo Ragacini

sábado, 2 de fevereiro de 2013

Você gosta de me fazer melhor

Você gosta do meu jeito
Ama o gosto da minha pele
Mas você não se contenta
Você quer me fazer melhor
Quer mudar as minhas roupas
Desfazer as minhas manias
Me tornar melhor
O número único
Me fazer vestir roupas melhores
Me fazer ter estilo pra andar
Você gosta de me fazer melhor
Você gosta de me fazer melhor
E por isso que eu te amo
Você vai trocar as minhas roupas
Me cobrir com novas
E depois vai me deixar tirá-las
(Só pra você)
Vai fazer comigo o que os heróis
Fazem com sua história
Me dar uma lustrada do seu brilho
Porque você gosta de me ver bem
Você gosta quando eu chamo atenção
Gosta que seja bonito pra você
Você quer que seja seu garotinho
Você gosta de me ensinar
Me fazer ser o melhor de mim
Tirar de mim a melhor essência
Fazer da base uma fragrância
Depois me deixar só com minha pele
Você gosta da ideia de brincar comigo
Me faça o seu brinquedinho de montar
Me faça ter estilo melhor
Me comportar como cavalheiro
Me cubra com seus desejos
Me deixe bom pra você.

Leonardo Ragacini


sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Para me fazer feliz


Meu coração está em chamas
Dentro das suas mãos
Entre seus lábios eu viajo
Entre os seus carinhos eu voo
Entre os seus braços
Fazemos os maiores pecados
Porque você é como ar para mim
Eu estou sentindo essa sensação
Que me faz querer
Ser só seu
Porque tudo é meu
Estou tão alto
Que posso sentir
Medo de cair das nuvens
Como um anjo travesso
Você me provoca com seu corpo
Entre na minha mente
E tire minhas roupas
Você tem permissão
Para me fazer sentir feliz
Porque você me faz rir
Quando há lágrimas
Nunca estive tão bem
Meus pés estão no chão
Mas podem caminhar nas nuvens
Você é como meu anjo pessoal
Como minha pequena magia
Você me afeta como uma droga
Mas completa cada pedaço quebrado.

Leonardo Ragacini