quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Eu te odeio...

E eu o amaldiçoarei, apenas a morte não será o suficiente para ti, te condenarei de corpo e alma a existir para todo o sempre, que você seja punido pela sua própria consciência para toda eternidade... E que quando você não aguente mais, que clame pela sua própria morte, que ela pareça ser a única saída, eu esteja lá para rir de seu sofrimento e de seu desespero...

Fernando Martins


Nenhum comentário:

Postar um comentário