quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Olá minha amiga

Tudo acaba desse modo
Sem espírito nem vontade
Talvez não fosse pra sempre
Sonhos voaram alto demais
Acho que sou culpado
Caindo na escuridão
As memórias tristes das coisas difíceis
Acho que vou ficar com as memórias perfeitas
Mesmo que seja impossível
Estou dizendo adeus
Estou me libertando
Desses meus sacrifícios
Parece ser frio mas não é
Parece ser desolador mas não é
Nem acredito que estou livre
Sinto-me bem
Foram alguns dias
Quem sabe? Parecem anos
Cai no chão
Senti meu desespero ferver
Mas me levanto das sombras
Estou de volta agora
Eu vejo o quanto estava cego
Nada será totalmente em vão
Eu grito vá embora
Não preciso mais de você
Agora eu acredito em mim, chega ao fim
Meus dias de sacrifício
Agora sinto gosto da liberdade
Agora vejo a serenidade
Perdida na mágoa
Não preciso de você
Pra poder viver
Nunca precisei
Tantos e inúteis sacrifícios
Agora não significam nada.

Leonardo Ragacini


Nenhum comentário:

Postar um comentário