sábado, 25 de fevereiro de 2012

Dor de garganta fatal

Pessoal, fiquei com muita dó, mas vamos admitir que foi hilário hauhauahuah omg... por que não pensei nisso??

Jéssica Curto

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

O folgado e a tarada

Hey pessoal,

resolvi fazer uma coisa que talvez vocês gostem!
Todos os dias, vou postar um vídeo que achei legal, aqui no blog, o que acham da ideia?
Comentem aqui embaixo, e se vocês gostarem, será um projeto para diversão!

Confiram o primeiro de muitos!

Beijos,

Jéssica Curto

Promoção NextUp

Oi pessoal,

venho pedir um favorsão pra vocês! Um GRANDE amigo que tem comigo uma parceria futura, está participando do concurso do nextup do youtube. Se ele ganhar, vai ter todos os tipos de equipagens necessárias para seu canal BOMBAR!
Peço que vocês votem nele uma vez por dia se possível, para gerar o maior número de votos!
Chamem amigos, famílias, todo mundo que puder votar tendo uma conta no youtube, vai ajudar MUITO!!
Imaginem só, o blog tendo um parceiro grandão assim?
Então, conto com vocês, ok?

http://nextup.votigo.com/contests/showentry/1015951


Beijos,

Jéssica Curto

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Um dia me disseram que eu não sabia perder

Um dia me disseram que eu não sabia perder.
Do alto do meu orgulho feminino e da minha personalidade forte, do meu pseudo autodomínio humano irredutivelmente eu neguei. Transbordei humildade e bati no peito afirmando o clichê que perdas são conteúdo assíduo da estrada da vida. E nesse vai e vem, no contorno lento, gradual e preciso de nossas horas o momento humildade evolutiva retornou, mais forte do que antes e debochando da minha cara lavada. Ok consciência, eu assumo, não, eu não sei perder. Além de não saber perder, tenho medo de pensar, não sei me comportar, tenho medo de tropeçar na perda. O motivo é simples, tive pesadelos com a saudade e boatos me disseram que as duas passeiam juntas pelo vale dor.
Engana-se aquele que acha que essa conclusão levou dias pra se instituir, errado. Isso se descobre em um pulo, como uma facada na alma ou um tapa na cara. Suave... delicado como uma flor, dolorido como um espinho.
Eu perdi pro sopro da vida, o orgulho, o discurso, o que eu achava que sabia, neguei aquilo que fatalmente eu já sabia, perdi o enredo, eu me perdi.
Vi escorrer pelos dedos aquilo que eu nunca tive, deixei passear pela retina lágrimas que cortavam, doíam e doem.
E descobri mais sobre mim, também descobri sobre a dona perda. Perder é ter o encantamento eterno da saudade, o gosto vivo na boca, o cheiro puro da tristeza, dormindo e acordando ao seu lado todo dia, sem folga e sem escala... mais colado que uma sombra.
É ter medo do escuro por não conseguir ver a luz, e ter medo da luz e de tanto medo escurecer aquilo que está claro demais.
É conseguir encontrar um vazio que se preenche diariamente, ficando lotado de angústia, angústia da boa, da pura!
É rir pra não chorar, esquecer pra não lembrar e lembrar pra ver se consegue acreditar. É negar até o fim que o fim da linha chegou e que o hoje é hoje e o amanhã, Ah.. o amanhã nunca chega.
É ter a pesada sensação de que nunca mais conseguirá ser você, fazer tudo o que faz, rir e beber, beijar, olhar no fundo do olho, até chorar fica complicado. Por um bom tempo a sensação é de que nossas sensações morreram e estamos anestesiados sentindo uma dor absurda. É ter vontade de gritar e não ter voz.
É sentir a mais pura saudade, límpida, reluzente.
Mas só que até a pobre da saudade é fraca demais pra perder, fica com um puta medo de ficar sozinha e agarra na gente, pra não soltar mais.
Ambiciosa, a perda é ambiciosa e corre atrás de quem se quer sem medo. E eu que achava que sabia perder me enxergo atada, mesmo acenando alegremente pro tempo, sorrindo pra dor, piscando pra falta... flertando com o adeus, banhada em lágrima bem mais perto do inferno do que do céu. A flor da pele pela perda, até saudade daquela saudade me dá
É... a saudade pra perda é pouco.

Thaís Cavallcante

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Parcerias Editoriais

Oi pessoal,

esse post é para informar que o blog vem crescendo através de muita luta, e já estamos chegando aos nossos dois anos com dez mil acessos, o que nos deu muitas experiências gostosas, através de muita dedicação.
Venho informar que abrimos parceria com editoras, ou seja, estamos com projetos que gerará a divulgação de livros e promoções futuras!
A iniciante desse maravilhoso projeto é a Editora Baldon, que também está começando, com o intuito de tornar público e ampliar o acesso dos autores brasileiros para com seus leitores.
Eles terão futuramente uma loja virtual contendo um catálogo de seus lançamentos, facilitando suas compras em poucos minutos!
Esperamos que muitas novidades venham ai para o divertimento e sucesso de todos!

Um beijo,

Jéssica Curto

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Eterna Paixão

A paixão é algo incontrolável.
Amamos pura e simplesmente, sem grandes explicações.
Mas a verdade é que não precisamos de explicação
quando o motivo
o sentido de tudo
é simplesmente amar

E nossa, como eu te amo
E há tanto tempo!
E de tantas formas!

Já te odiei um período sabia?
Odiei as histórias,
odiei não poder
te abraçar e dizer que estava ali
justamente para fazer isso tudo passar.

Odiei não poder xingar,
não poder ser
verdadeira, na verdade
porque sincera eu sou, mas os sentimentos que escondo
nossa...

E te amei mais do que agora
não que não te ame
mas aprendi a controlar
aquela queimação no estômago
aquele aperto no peito
porque, afinal, eu sempre terei você
de um jeito talvez que não me agrade muito
não tanto quanto gostaria
mas você é tão incrível
que eu não posso reclamar se tiver a honra
de ter apenas um minúsculo pedaço
ao seu lado
participando da sua vida.

E envelheceremos juntos
riremos juntos
viveremos juntos

E, quem sabe um dia,
você me olhe com outros olhos
e me de a chance de provar o quanto te amo
e te mostrar
todo esse amor que carrego no peito
há tanto tempo por você!

Te amei
Te amo
E te amarei
Para todo o sempre!
Meu personagem preferido
da minha história de vida!

J.H.C

domingo, 19 de fevereiro de 2012

Um Amor, Um Verão e o Milagre da Vida...

Verão, férias, sol, paixão, festas, lual, amores... Angra dos Reis...!

Uma jovem bela e rica passa as férias na casa dos avôs em Angra na Praia de Provetá.

Um jovem surfista morador da última aldeia de pescadores da região dá aulas de surf para as crianças.

Um encontro, um romance num cenário maravilhoso com banhos de mar, passeios, e belas paisagens.

De repente, uma dor de estômago e o jovem está com câncer. Médicos, enfermeiros, hospital especializado, doutores da alegria; todos envolvidos na luta contra essa enfermidade, numa atitude de solidariedade, amor, e, sobretudo, na busca da cura através do diagnóstico precoce.

"Um amor, um verão, e o milagre da vida" é um romance na adolescência, no qual é abordado a Neoplasia (câncer), protagonizado pelos personagens João Carlos e Maria Paula, que juntos terão a vida marcada para sempre pelas férias daquele verão.Skoob(aqui)
Há um tempo atrás recebi uma proposta para publicar um livro no blog, da Editora Baldon, o que me deixou um pouco assustada e ao mesmo tempo empolgada, afinal de contas, não é todo dia que recebemos uma proposta tão interessante!
Fiquei na dúvida sobre o conteúdo, afinal, como bem sabemos, a internet é um meio de comunicação às vezes, muito perigoso, mas resolvi confiar e me entregar neste desafio avassalador e deu certíssimo! Recebi o livro pelo correio mais rápido do que imaginava, mas é claro que não poderia colocar qualquer conteúdo no blog sem saber do que se tratava, então, fui me aventurar entre as páginas do livro para poder fazer uma resenha digna!
E a realidade é que é um livro completamente encantador! Fala sobre as emoções que um adolescente sofre com as transformações e o quanto a tecnologia pode muitas vezes nos impedir de ver as verdadeiras belezas da vida, e o quanto muitas vezes nos limitamos há um mundo exclusivamente nosso, nos esquecendo por completo o quanto existem pessoas necessitadas de nosso apoio e ajuda e o quanto reclamamos por bobagens.
Um livro que é uma história linda e ao mesmo tempo, uma grande lição de vida para qualquer pessoa!Fiquei realmente muito honrada com essa proposta tão gostosa e tão incrível que a Editora Baldon me proporcionou. Uma experiência que levarei pro resto da vida com muito carinho!
Isa Colli escreve o livro com uma paixão sem igual, tendo um trabalho imenso para nos proporcionar com o maior prazer todos os detalhes possíveis de uma história de amor e aventura, com uma pitada de sabedoria, ela nos leva para um mundo que é muito conhecido por todos, as doenças maléficas, mas nos estimula sempre a seguir em frente com sabedoria e fé!
Deixa de ser uma simples escritora para se tornar uma companheira e conselheira fenomenal!
O primeiro livro de sem dúvida nenhuma, muitos que virão!
Desejo à querida escritora, muito sucesso com muitos fãs, que sem dúvida alguma ficarão muito felizes com essa leitura tão gostosa que é o ''Um Amor, Um Verão e o Milagre da Vida... baseado em fatos reais''.

Para os meus queridos leitores que gostam de um bom livro, fica ai minha recomendação, não vão se arrepender, eu garanto!!

J.H.C

Um pouquinho sobre a escritora:

Marilza Helena Minas Colli, mais conhecida como Isa Colli, nasceu na cidade de Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo. Foi para o Rio de Janeiro em meados da década de 80 e, tomada de paixão pela Cidade Maravilhosa, não mais retornou à sua terra natal, fixando residência no tradicional bairro da Urca. É professora, membro do Sindicato de Administração Escolar do Estado do Rio de Janeiro e funcionária da TV Brasil desde 1996(afastada de suas funções devido ao seu estado de saúde). Foi funcionária prestadora de serviço do SENAC ES/RIO e da Rede Record de Televisão. Atualmente, é colaboradora da revista Vip Brasil. Depois de vários trabalhos de poesias publicadas em sites e blogs por todo o Brasil, foi motivada por todos que a conhecem e admiram seu talento, a escrever sua primeira obra literária.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Simplesmente complicado

Já era pra estar dormindo há muito tempo, mas quem disse que eu consigo, quando só o que eu tenho na cabeça é você?
E acho que andamos tendo muitos altos e baixos ultimamente, e sinceramente, isso só me confunde cada vez mais e piora a situação, mas o que fazer?
E eu tenho que admitir, eu adoro essa confusão, porque cada vez mais eu simplesmente me apaixono por você mais e mais, mas sinceramente, queria que você tomasse logo a decisão por mim, por nós.
Me ama? Não vai admitir? Está me testando? O que raios passa nessa sua cabeça dourada?
Eu simplesmente queria ter uma resposta positiva sobre tudo isso, sabe, e ser feliz como ando desejando, mas você sempre amou complicar, e eu sempre amei esse seu jeito complicado.
A questão é que fico alimentando algo que nem sei se devia, é como colocar comida para um cão, sem saber se é ele quem come de madrugada, mas nós não desistimos, afinal, poderíamos estar deixando-o passar fome por pura hipocrisia nossa.
Mas às vezes é tão torturante...
O pior castigo que alguém pode ter é se apaixonar por alguém que simplesmente não gosta de falar sobre sentimentos.
Eu queria apenas uma resposta, às vezes acho que estou louca e tudo não passa de uma forte e fixa ilusão, então me diz, por que eu faço essas coisas? Eu devo ser masoquista, de verdade, acho isso com extrema convicção, porque não é possível!
Eu não consigo desistir de você, por mais que eu queira.
E a vontade de te ver há todo momento só cresce.
Não vou dizer que nunca me apaixonei, e provavelmente isso não é paixão, pelo simples fato de que nenhuma das vezes essa loucura ocorreu.
Mas vai além do tesão físico, é um tesão mental, um tesão crítico, um encaixe perfeito!
Porque você simplesmente é tudo o que eu sempre pensei como ideal.
E você anda sendo a maior inspiração que já tive na vida!!!
Às vezes a vontade que da é de te contar tudo, mas então a coragem ri da minha cara e vai embora.
E afinal, valeria à pena correr o risco de perder tudo o que construímos com tanta dificuldade e temos?
Eu só queria ser feliz ao seu lado...
Mas é claro, tudo na minha vida tem que ser mais difícil do que na dos outros, porque o caos gira ao nosso redor, já entendi esse recado ok? Sei que você o ama, mas...
Não, não tem mais o que dizer, eu te amo, isso é tudo.

J.H.C