sábado, 29 de outubro de 2011

Casa

Eu me sinto em casa, em casa.
Coitado daquele que não se sente em casa em sua própria casa.
Não há nada melhor do que chegar onde se mora e sentir que não existe lugar mais gostoso no mundo.
A liberdade de expressão, de atitudes, liberdade essa que existe inclusive nas roupas.
Sentir-se em casa é se não o melhor sentimento do mundo, o mais próximo disso.
Tenho uma real pena daqueles que só imaginam como é a possibilidade de sentir-se assim e nunca conseguir tal fato, pois sem dúvida está perdendo a coisa mais preciosa da vida.
Lar doce lar deve fazer jus a frase, não sei se sou felizarda, mas para mim esse sentimento é incrível.
Quando este falha significa que algo está errado e deve ser analisado imediatamente!

J.H.C

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O andar de uma pomba

Você já reparou em como uma pomba vive?
O básico é andar e comer.
Ela anda um pouco, a pequenos passos, bica algo, engole e volta a andar mais um pouco.
Bica, engole, bica, anda.
Bica, engole, bica, engole, anda.
Se assusta com fortes passadas humanas, alça vôo e volta a andar, a procura de qualquer coisa que sirva de alimento.
Parece trabalhoso e até cansativo para quem vê de fora, mas o que vale é que no término do dia, ela está de barriga cheia, em seu aconchegante ninho.
As vezes a vida parece dura, mas o resultado torna todo o trabalho gratificante.

J.H.C

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Humanamente Animalesco

Todo ser humano tem em suas raízes mundanas seres ferozes e obscuros dentro de suas artérias

J.H.C

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Para ser feliz

É preciso extirpar essa tristeza que nos acompanha;

É preciso diminuir o medo de tudo e todos;

É preciso livrar-se dos pensamentos negativos;

É preciso deixar de se abalar com qualquer coisa

É preciso lembrar-se do quanto se é amado

É preciso a consciência de ser um operário em construção,

É preciso a santa paciência dos monges beneditinos;

É preciso conservar intacta a memória dos amigos;

É preciso, portanto, crer na vida

Ainda que se pense o contrário.

Rafael Cardoso

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

A Vossa Imagem Ainda Vive

Nestes dias solitários,

Conjuro cansado a imaginária presença dos amigos.

Assim subo no ônibus sem chorar a ausência

De nossas conversas

Assim ando pela cidade

Conhecendo os museus

- Sem amigos pra chamar de meus!

Assim pego o violão

Sem morrer musicalmente

Na sinfonia da solidão

- Esta sim, a única inseparável companheira!,

Presente sem que eu me esforce.

Mas as lembranças de vós ocultam esse banco vazio

Esse espaço em que escrevo, a preencher com lágrimas

Esse mar de resignação

Ante às novas circunstâncias.

Rafael Cardoso

domingo, 23 de outubro de 2011

Tempo X Homem

Contudo o homem se extinguirá quando conseguir isto, já que ele tem a capacidade de destruir tudo o que toca. No tempo se baseia a vida e organização de qualquer coisa. Se destruirmos o tempo, o que restará a todos?

Lucas de Figueiredo

sábado, 22 de outubro de 2011

Homem controlador

O homem consegue manipular a natureza quase que completamente, logo, o homem conseguirá controlar o tempo quando conseguir voltar ao passado ou avançar ao futuro juntamente com seu corpo físico.

Lucas de Figueiredo

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Criação do universo

O mundo já não importa quando se pode criar outro dentro de si.

Lucas de Figueiredo

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Tempo

O tempo é o senhor da natureza e esta é a dona do homem. Por este motivo o homem não consegue romper as barreiras do tempo, pois um discípulo pode superar o mestre, mas não consegue ultrapassar o mestre de seu mestre.

Lucas de Figueiredo

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Inspiração

É triste quando a inspiração vem de uma vez só. Não se pode guardar a criatividade na dispensa.

Lucas de Figueiredo

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Mente humana

Da mente humana. Inteligente e estúpida, ela é a melhor máquina do mundo!

Lucas de Figueiredo

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Morrer

Para morrer não é necessário falecer. Neste mundo basta não ter dinheiro para que você venha a óbito.

Lucas de Figueiredo

domingo, 16 de outubro de 2011

Talento para construir orações, processo complicado

Gostaria de ter o talento de construir orações do mesmo assunto para empilhá-las num texto. Um aluguel de um edifício inteiro rende mais do que o aluguel de uma simples casa.

Lucas de Figueiredo

sábado, 15 de outubro de 2011

Religião

A população atem-se aos costumes religiosos. Não pela crença de salvação, mas para não ter que construir outros costumes por cima. Estes são trabalhoso demais para serem demolidos...

Lucas de Figueiredo

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Ideias

Minhas idéias são perecíveis, assim como a carne desrrefrigerada por causa do corte de luz


Lucas de Figueiredo

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Destino

Uma linha frágil do destino insano que tornou-se forte como a explosão de um barril de pólvora

Lucas de Figueiredo

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Escrever!

Escrever é a arte de dar vida ao cérebro de um modo divertido e interessante!

J.H.C

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Matemática X Escrever

Vamos pensar assim, se pra matemática dois mais dois é igual a quatro, pra escrita, dois mais dois pode ser 328 e ninguém pode dizer nada contra!

J.H.C

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Amar

Amei poucas pessoas, mas as que amei, amei com todo o meu coração.
Talvez ai esteja meu grande erro, me entreguei profundamente aqueles que não mereciam e não restou nada para os verdadeiros merecedores.

J.H.C

domingo, 9 de outubro de 2011

Um dia de cada vez

Ame, como se não houvesse amanhã, porque quando acabar... Você sentirá falta!!

Esqueça as crueldades, esqueça as brigas, esqueça as diferenças.

Apenas ame, ame com todo o seu coração, com toda a sua vontade, e lá na frente, quando tudo isso for apenas uma lembrança, você terá a plena certeza de que aproveitou o máximo que pode!!!

J.H.C

sábado, 8 de outubro de 2011

Pessoas que passam por nossas vidas

Você vai viver, e vai conhecer pessoas de todos os tipos, pode aprender muito com elas... algumas serão descartáveis, outras serão eternizadas no seu coração, mas o importante é que você saiba desfrutar de cada momento com sabedoria!!

J.H.C

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

O hoje é o ontem de amanhã

Pensa assim: o que você viveu ontem ficou pra tras, mas te fez ser o que é hoje....mas o que você será amanha só depende do que você faz hoje

J.H.C

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Amor e ódio

O ódio é quando o amor já está podre demais para ser aproveitado

J.H.C

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Fazer acontecer

Vamos pensar assim:
Quem tem dinheiro faz o que quer.
Quem não tem, não faz.
E aqueles que não têm e desejam fazê-lo, que façam por onde para fazerem.

J.H.C

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

A arte de escrever

Quanto mais dor carregamos em nossos corações, melhor expressamos nossos sentimentos através de histórias, se um dia eu vier a ser estudada, acho importante ressaltar que paga-se muito por algo esplendoroso, e a pessoa tem de amar e estar realmente disponível para tal feito.

J.H.C

domingo, 2 de outubro de 2011

A Idade

Ah a idade... O que é a idade, se não um mero passar de tempo sem a nossa atenção, com a sabedoria e a experiência a aumentar?? Ah que saudade de quando tinha a idade tenra, crua, que tudo era lindo, que os pesadelos eram feitos de bruxas e fantasmas, ahhhh a idade!!

J.H.C

sábado, 1 de outubro de 2011

Riscos pelo amor

Ela olhava fundo nos olhos dele, para qualquer pessoa ele seria normal, mas para ela ele era especial, desde o primeiro momento que o viu, sabia que ele era diferente de tudo o que ela já conheceu.
As mãos acariciaram de leve a face dele, e a encarava, sentia o toque da pele dele, mas passava apenas a ponta dos dedos, delicadamente, não queria que aquele momento acabasse nunca.
As sobrancelhas del...e completamente vincadas, os olhos era o que ele tinha de mais expressivo, era por ele que ela mais conversava com ele.
As mãos gélidas encostando nas bochechas calorosas dele, o coração estava aos pulos dentro do peito, a vontade era de abraçá-lo e beijar aqueles lábios que tanto desejava já há tempos.
Temia pelo que tinham, sabia que estava correndo o risco de perder tudo aquilo que tinha conquistado com tanto sacrifício, a confiança dele.
Ela preferia se manter como estava, amiga era um bom termo, existia confiança, existia cumplicidade, e de certa forma, até amor, apenas não existia aquilo que ela mais ansiava, um beijo, não qualquer beijo, mas aquele de lhe tirar o fôlego, aquele que se apodera de seu ser e te leva para as nuvens.
Ela preferia abrir mão a perdê-lo para sempre, mas a dor no peito do ciúmes que tinha quando o via sorrindo para outras, a vontade de correr para os braços dele toda vez que o via se aproximar, era torturante.
As mãos se abaixaram, ficando junto ao corpo, os olhos mirando o chão, a garganta seca.
-Eu viverei sozinha minha vida toda, e está bom assim...
As palavras saiam aos sussurros, quase inaudíveis, ele mal piscava, tentando desvendar o que se passava ali, sabia que era mais do que poderia imaginar.
-Pessoas são complicadas... Você faz bem, também não pretendo me prender há nada nem há ninguém.
As palavras dele batiam forte em sua cabeça, ele queria estar só, ela não serviria.
Os olhos lacrimejando, ela bufou e se recompôs antes de voltar a olhar para ele, para os olhos dele, olhos negros, brilhantes, profundos e únicos, com sobrancelhas firmes.
-Não, as pessoas não são complicadas... Eu vou viver sozinha porque jamais serei completa com alguém, pois aquele que me completa não me quer.
Claramente seu rosto demonstrava sua confusão, enquanto ela continuava, agora olhando firme nos olhos dele, a pele cada vez mais gelada.
-Eu vou viver sozinha minha vida inteira, porque eu amo você! Se você não me ama, então não quero mais ninguém, porque ninguém me fará tão feliz quanto você me faz!
Ela suspirou, finalmente tinha liberto o que tanto desejava, provavelmente acabara de perder tudo o que conquistou, mas valera à pena, pelo menos ele sabia agora os seus reais sentimentos.
Ela abaixou a cabeça, totalmente envergonhada, mas ele continuava a encará-la, agora mais sério, sua mão foi no queixo dela, erguendo-o lentamente, obrigando-a a encará-lo.
Aproximou seu rosto do dela, e suavemente encostou seus lábios nos dela, que sentiu seu coração como se estivesse tendo um ensaio de escola de samba.
Os braços dele entrelaçaram a cintura dela, trazendo seu corpo mais para junto de si.
Aquele momento único e perfeito foi o primeiro de muitos, muitos que vieram e que fizeram daquele casal, o mais feliz do mundo.

J.H.C