segunda-feira, 25 de julho de 2011

Dia Nacional do Escritor - 25/07/2011

Ninguém nasce escritor, mas todos nascemos sonhadores e alguns canalizam em forma de palavras. Escritor não é profissão, é vocação. É mais do que paixão, pois paixão é um sentimento ardente, voraz, mas passageiro; ameniza com o tempo. A essência do escritor está enraizada naquele que toma uma caneta em suas mãos (ou nos tempos atuais um teclado, seja ele de que aparelho for) e agrupa pensamentos surpreendentes em letrinhas conexas. Escritor é aquele companheiro que está latente em uma estante (muitas vezes com sua capa empoeirada), adormecido na cômoda ao lado da cama ou presente por um tempo determinado em sua vida, em suas mãos, apenas o necessário para te transportar para mundos incríveis, para aliviar a tensão do seu dia ou até mesmo de dar esperanças, te ajudar a ter fé, ou, simplesmente, te entreter.

A todos estes escritores maravilhosos quero desejar um Feliz Dia do Escritor e que vocês não sejam lembrados apenas hoje, pois um escritor é eterno!

J.H.C

A todos os escritores que conheço e ei de conhecer!

Parabéns, aos amigos
aos anônimos e conhecidos,
aos que começaram ,
e os que seus projetos terminaram.

Aos que criam mundos e fundos,
aos que encantam e atentam,
aos que ludibriam e fatos recriam.

Aos que criticam e emocionam,
aos que usam papel e caneta,
e os que usam da tecnologia.

Aos que escrevem prosa e versos
aos que criam textos complexos,
aos que aqui estão,
e aos que já se foram.

Aos que escrevem livros ou novelas
aos que falam aqui desta terra (chamada Brasil),
e aos que falam de outros cantos do mundo, (e universo)
aos que conspiram e aos que buscam solução.

Aos que escrevem e aos que ditam,
aos que sorriem e aos que choram,
aos que idolatram e aos que imploram...

A todos os escritores o meu sincero parabéns.

J.H.C

25 de Julho - Dia do Escritor

Hoje postarei mensagens em homenagens que encontrei e que demonstram tudo o que desejo e não consigo colocar em palavras, para aqueles que me encantam e ludibriam com suas mais magníficas histórias.

Aqueles que estão comigo nas horas de alegria e nas horas de dor, tristeza e amargura.
Hoje é um dia mais que especial, pois trata-se de homenagear as pessoas que se dedicam a esta profissão tão esplendorosa que é escrever, relatar fatos e muitas vezes nos mostrar os caminhos certos.
O Escritor está presente em todas as nossas fases de vida, desde quando aprendemos a escrever até os mais picantes contos, é ele, seja anônimo ou conhecido, que nos faz sentir completos, ele que nos entende e acalenta nas horas que mais precisamos, e é justamente a ele que devemos agradecer todos os dias por nos tornarmos pessoas melhores, mais sábias, experientes e determinadas.
Deixo aqui meu sincero agradecimento para o meu amigo mais que especial, escritor divino e pessoa maravilhosa, Leonardo Ragacini, se não fossem suas dicas e conversas confabulantes, provavelmente eu ainda estaria em nível zero, obrigada por fazer e ser quem é.

Um grande abraço aos amigos que se dedicam a esta arte, e um sincero obrigado a todos que foram, estão e virão um dia a compartilhar desta maravilha grandiosa que é escrever.

J.H.C

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Doce Paraíso

Um bolo de chocolate com grandes morangos vermelhos e suculentos cobertos por um cremoso chantili.
Uma mesa recheada de bombons gostosos, de vários sabores, cores e texturas.
Beijinhos e brigadeiros espalhados por todos os cantos, rocamboles, trufas, tortas e pudins... O cheiro inebriante de doce solto no ar.
Água na boca, olhos brilhando, alegria imensa.
Sem perceber já estava passando a língua pelos lábios incontrolavelmente.
Os pensamentos voaram, enquanto os sabores explodiam na boca.
O paraíso existia e estava diante de si.
Não precisava de mais nada, a felicidade se comprovava real, agora só bastava aproveitar.

J.H.C