domingo, 9 de janeiro de 2011

Acróstico III

Risonho, teve a esperança
Alegre de que sonhar e ralar
Faziam dele madura criança.
Assíduo por ser e ajudar,
Enxugou, ao cair, aquela estranha ferida
Linguagem fria. Achou que entendia da vida.

Rafael Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário