domingo, 14 de novembro de 2010

Sementes No Ar

Era para ser um dia qualquer,
O dia raiava, o vento soprava,
Pessoas andavam, crianças brincavam,
Cachorros latiam, folhas caiam
E os semáforos alternavam nas cores
Verde, amarelo e vermelho.

Os propósitos não existiam,
os sentimentos, sim.
E o jogo da vida tentava a todo custo
Reconciliar as razões.

Flores Pitangueiras,
Flores Jabuticabeiras
fertilizadas com seus próprios frutos.
Sementes espalhadas pelo ar
Sentimentos tão distintos a se combinar

Medo, Dó, Afeto, Carinho, Amizade
O Amor veio depois, sempre atrasado,
mas nunca se esquece de contemplar,
as sementes de pitangueiras e jabuticabeiras,
que ficaram voando pelo ar.

E mesmo que o tempo passar,
Mexendo e remexendo em tudo que encontrar,
Os sentimentos ainda estarão
sempre espalhados pelo chão.
E ainda assim não deixemos de contemplar,
As sementes, filhas de outras árvores,
Que permanecem espalhadas pelo ar.

Lucas de Figueiredo

As entrelinhas só serão entendidas por mim e mais ninguém. xD

Obrigada pela consideração!!

J.H.C


Nenhum comentário:

Postar um comentário