domingo, 8 de agosto de 2010

Um Exemplo A Se Seguir

Você já teve uma pessoa ao qual você não conhece, ou até conhece, no entanto a vontade de ser igual, seguir os mesmos passos é completamente imensa porque essa pessoa é como um exemplo a se seguir para você?
Para alguns, um escritor, para outros, um irmão, às vezes um bom ator, em outras, um amigo querido, mas sem dúvida, todo mundo já teve ou tem alguém que leva como exemplo de vida, pois acha as atitudes maravilhosas.
Eu tenho algumas pessoas ao qual eu acho que são exemplos de vida, e que para mim, mudaram as minhas visões e os meus sentimentos, os meus pensamentos, as minhas ideologias de vida.
Me lembro de estar na sexta série e pegar os livros do Pedro Bandeira e não conseguir lê-los, achá-los completamente tediosos, mas é óbvio que eu não estava preparada mentalmente para lê-los.
Quando fui para a oitava série, uma querida professora chamada Simone, que tinha o dever de incentivar os alunos a lerem, me ensinou o que era de fato a arte de ler.
A leitura sempre correu firme em meu sangue, no entanto, o gosto e vontade de devorar livros surgiu realmente de alguns anos para cá.
Na oitava série eu aprendi a ler Pedro Bandeira, ele foi o grande precursor do que sou hoje, foi através dos livros dele que eu comecei a querer ler mais e mais.
Então eu conheci Marcos Rey, depois Valéria Piassa Polizzi, e então eu deslanchei, hoje eu leio qualquer coisa que tiver letras e informações, diversões ou apenas palavras.
Hoje eu penso diferente de quando tinha 14 anos, mas acho que a leitura colaborou muito para eu me tornar o que sou.
Devo dizer que ainda não cheguei ao auge desejado, mas acho que isso é questão de tempo e prática, e é claro, muita, mas MUITA leitura e aprendizado.
A questão é que tenho escritores ao qual eu sou completamente grata e apaixonada, todo livro é uma casa de ouro, eu gosto de dizer que os livros são como pequenos mundos perfeitos, o personagem pode até morrer no final, mas se você reler as primeiras páginas, ele estará lá, sorridente lhe esperando para recomeçar a contar sua história.
Sou apaixonada por muitas coisas, artes, uma pintura muitas vezes diz tanta coisa quanto alguém pode se quer imaginar.
Música, bom... Música é algo que eu realmente adoro! Não vou dizer que sou viciada em certa banda ou algo do gênero, existem músicas que eu nem sequer sei quem canta, mas o estilo do som... Quem gosta de escrever, provavelmente vai me entender.
Elas são completamente inspiradoras, quando você está feliz, e coloca uma música a altura da sua felicidade, as coisas simplesmente fluem melhor, quando está depressivo, e coloca uma música triste, pode apostar, o seu texto sairá completamente melancólico.
A música mexe com as pessoas, a batida, o ritmo, a letra...
Eu tenho uma grande falta de não saber fazer poemas, se o soubesse, faria música, sou romântica, adoro escrever, acho que seria perfeito... Mas como nada é perfeito, eu simplesmente não sei fazer poemas rsrsrs.
Mas não tem problema, eu acho que no mundo que eu quero seguir, como escritora, é uma questão de tempo, quem sabe um dia eu não aprendo?
Acho que nada nessa vida é impossível, basta ter força de vontade, obstáculos existirão, as pessoas têm de começar a ser fortes e superá-los.
Pense dessa forma: “Eu tenho esses obstáculos, existem pessoas com obstáculos maiores e piores que conseguem se superar, eu também consigo!” E vá à luta meu filho, você chega lá!
A vida é tão curta, então curta a vida!
Mas de fato, uma pessoa foi o meu exemplo de vida a vida inteira, eu sou o que sou hoje graças a ela, e ela deve saber disso, ela me pediu, ela fez o meu ser existir, ela me fez evoluir, me deu dura quando precisei, estava ao meu lado batalhando e brigando comigo quando as guerras vinham, e sempre, sempre me amou, do jeito dela, da forma estranha e esquisita, mas sempre me amou, disso não tenho dúvidas, e devo dizer, ela foi o meu maior exemplo!
Ela é a minha irmã mais velha, Erika Flavia!
Obrigada minha irmã, por ser essa pessoa tão doce, incompreendida por muitos, mas que tem um coração de ouro!
Eu simplesmente te amo!

J.H.C

domingo, 1 de agosto de 2010

Opinião Alheia

Bom, como eu acho que alguns já notaram, eu estou tentando fazer com que as pessoas leiam o meu blog, não só pelo simples fato de ler, mas porque eu quero ser uma escritora, então acho super importante que as pessoas gostem do que eu escrevo claro, porque até hoje eu nunca vi um escritor ser bem sucedido e aquela coisa toda, sem fãs.
E porque é um blog meio filosófico, pelo menos a intenção é essa, fazer as pessoas pensarem. Elas não precisam concordar com o que eu escrevi, essas são as MINHAS opiniões, afinal, é o MEU blog, mas pelo menos pense e questione as coisas ao seu modo.
E também porque é leitura, não deixa de ser, e eu acho que a sociedade tem de ler mais.
Enfim, só que eu realmente andei vendo que tenho alguns leitores e não sabia, porque as pessoas simplesmente esquecem de comentar ou tem preguiça, a questão da preguiça eu já estou tentando resolver com a tática de você apenas dar a nota que acha adequada. A questão do esquecimento, bom... Eu vou tentar estar falando sempre no final dos textos para fazê-lo, assim, talvez as pessoas não esqueçam.
Bom, o intuito desse texto é único e exclusivamente para dizer para VOCÊS LEITORES, que são curiosos ou que gostam do meu blog, primeiro, MUITO OBRIGADA!!
De verdade, é muito gratificante saber que eu nem sempre mando mensagens para o além.
Mas eu queria fazer uma coisa interessante, às vezes falta-me criatividade e eu quero escrever e não faço idéia do que escrever, então, coloque nos comentários o que vocês realmente gostariam que eu abordasse o que vocês acham importante ser discutido, como os textos poderiam ser montados, o que tem de errado e o que ficaria legal... Enfim, usem a imaginação!
Enfim, é isso. Não esqueçam ok? Obrigada!

J.H.C