sábado, 31 de julho de 2010

Adeus

Na verdade o intuito era escrever sobre como às vezes eu vejo certos homens... Mas por consequência de inspirações com música, resolvi escrever sobre o quanto às vezes eu sinto falta de certas coisas.
Digamos apenas que hoje não é um dia muito legal, desde ontem a noite não está muito legal.
Quando as pessoas se sentem sozinhas, às vezes se sentem mal, é natural que normalmente as pessoas se sintam só, se sintam abandonadas, mas eu não acho nem um pouco legal a ideia de isso ser por causa de certas pessoas.
É, estou meio depre, e provavelmente vou estar por mais ou menos uns dois meses, mas vocês nem irão desconfiar, podem apostar. Eu já disse e repito, sou o tipo de pessoa que sofre sozinha, acho que ninguém tem nada a ver com o que estou sentindo, e cá entre nós, um só sofrendo já está de bom tamanho.
O que eu considero tristeza, alguns vão chamar apenas de passageiro, então...
Mas eu só queria deixar um último adeus, daqueles que te marcam, te fazem segurar algo que quer explodir dentro de você, um bolo gigante fica preso dentro de sua garganta e você simplesmente não quer demonstrar aquilo porque sabe que se o fizer não vai se aguentar, e o mundo vai desmoronar.
Mas vocês já notaram, quando estão apaixonados e por alguma razão aquilo acaba, e você fica se remoendo do que fez de errado, do porque não aproveitou mais, ou simplesmente de que tudo te lembra o passado?
Eu gosto de escrever no blog, sei lá, porque é como se ele fosse o meu psicólogo, eu sei que pessoas vão ler isso e dizer ''que caralho, essa menina idiota fica ai, falando pro nada o quanto está sofrendo, aff''... Então não lê porra, cai fora! Ninguém está te forçando a nada, o blog é meu e eu faço do jeito que eu quiser!!Que caralho!!!
.
.
.
Ok, desculpa por isso...
Eu ando falando muito palavrão no blog, realmente quero pedir desculpa por isso, a todos que leram e que se sentiram ofendidos, não foi minha intenção... É que eu prefiro manter o que eu escrevi a fingir ser perfeita.
NADA é perfeito, o fato é que às vezes algumas pessoas preferem fingir ser, para, talvez, tentar fazer com que seu mundo fique mais bonito, as pessoas não gostam de encarar a vida como ela é, trágica!

Enfim, esse texto está longe de estar bom, está longe de estar legal, mas é isso, eu queria registrar isso, um momento trágico de minha vida, como tantos outros.
Adeus.
Vai estar sempre guardado no coração, apesar do emprego ter te roubado de mim... A vida é desgraceira, te cobra mais do que você pode dar a ela.
Parabéns pelo esforço.
Adeus meu querido.
Adeus.

J.H.C



OBS: Não precisa comentar nesse...

quarta-feira, 28 de julho de 2010

O Curto Tempo Da Vida

Você já reparou no quanto a vida é curta? No quanto às pessoas se matam todos os dias para poderem ter uma vida instável, tranquila, confortável? Mas se pararmos para analisar o quanto as pessoas sofrem para conseguirem chegar a algo que elas acreditam ser uma vida boa, sem sombra de dúvidas veremos que não vale à pena.
Você deve estar se perguntando, como assim?
Pois explicarei então.
Veja você que, o mundo por si só já é belo e esplêndido.
O que as pessoas mais desejam? Dinheiro? Poder? Para que? Por que as pessoas se matam todos os dias estudando e trabalhando? Não seria para terem o que desejam? Não seria diversão?
Por que o tempo parece voar naqueles dias em que estamos nos divertindo, e justamente naqueles em que temos que cumprir obrigações, sentimos dores, cansaço e preguiça? Um mal estar nos irradia de tal forma que perdemos a vontade de tudo. Por que isso ocorre?
Todos sempre dizem que Deus nos criou que devemos seguir regras básicas como não roubar, não matar, enfim, coisas que seriam erradas de se fazer com outras pessoas, é aquele velho ditado, não faça com os outros aquilo que não deseja para si próprio.
Mas se assim é, então porque pessoas ao nosso redor, na maioria das vezes, o que desejam é o nosso mal?
As pessoas lutam todos os dias por um pedaço de papel, um simples pedaço de papel, que só vale alguma coisa porque as pessoas acreditam que vale.
Toda uma sociedade, completamente voltada única e exclusivamente para o bem e sucesso de si mesmo, todos nós desejamos grandes coisas para nós, e algumas vezes, para nossos entes queridos, no entanto, para termos sucesso, na maioria das vezes, devemos rebaixar e prejudicar boas pessoas, pessoas essas que estão tentando ter sucesso e ser feliz tanto quanto qualquer outra.
A vida, muitas vezes se torna amarga, ruim, e as pessoas ficam desgostosas, o fator “viver” já não é algo válido, e isso se da pelo desgosto de não conseguir alcançar tudo o que desejamos, porque o ser humano, na maioria das vezes é altamente materialista.

“Era uma vez, um homem que vivia no campo. Possuía uma vida simplória e dedicada a família e sua plantação.
No entanto, com a vinda das grandes máquinas, ele, junto de sua família, teve de ir morar na cidade e tentar a sorte grande.
Quando chegou na mesma, admirou as grandes casas, os grandes carros e tudo de mágico e brilhoso que possuía e que ele não tinha costume de ver, da onde vinha.
Percebeu também que apesar do povo da cidade ter todo aquele esplendor, eram pessoas apressadas e que pouco notavam a beleza de sua cidade grande.
Um dia, esperando o ônibus que o levaria para seu trabalho, notou um cogumelo nascendo em meio as sombras que se criavam ali no ponto.
As pessoas ali perto não estavam preocupadas com nada, exceto o horário, que por sinal já tinha se passado o suficiente para deixar algumas pessoas furiosas por estarem atrasadas devido o atraso do ônibus.
As pessoas não estavam interessadas em observar o crescimento e a beleza de um ser puro e belo, estavam preocupadas única e exclusivamente em que desculpa arranjar depois que chegasse cinco, dez minutos atrasado no serviço.
Ele, extasiado com a situação de algo tão raro e belo estar nascendo em meio a um lugar sujo e estranho, não notou quando seu ônibus passou, e nem o seguinte, e o outro, e o outro... Quando deu por si, já estava anoitecendo, e as pessoas que naquela manhã estavam apressadas para irem trabalhar, agora chegavam exaustas e frustradas.
Então ele percebeu que aquela vida não valia a pena, ele poderia ate ganhar “a sorte grande”, mas para viver daquele jeito, era melhor manter uma vida simplória porém feliz.
Na manhã do dia seguinte, ele pegou sua mulher e filhos e voltou para sua fazendinha, aonde tinha suas plantas e árvores, suas vacas e galinhas e sua felicidade.
Então ele notou, ele nunca iria tirar a sorte grande, porque afinal, ele já a possuía.”

Eu acho que através deste texto podemos notar que as vezes a felicidade está bem embaixo do seu nariz e você não consegue ver, pelo simples fato de estar procurando algo que muitas das vezes não vale a pena a espera e o sacrifício.
Tentemos então estar sempre evoluindo e melhorando, mas sempre dando imenso valor ao que temos!

Nem tudo está perdido... Ainda.

J.H.C




Bom, já sabem né? Se não quiserem comentar, dêem uma nota de 0 a 10.

domingo, 25 de julho de 2010

Felipe Neto E Coisas Da Internet

Bom, primeiramente eu estou fazendo esse texto porque na verdade já estava na minha cabeça há algum tempo, mas sabe como é, a inspiração vem para algumas coisas e outras ficam apenas na cabeça, massificando para tentar fazer da melhor forma possível.
A verdade é que eu sempre releio os meus textos, porque sempre vão existir erros e eu sempre tentarei corrigi-los, digo, erros de escrita, de forma alguma eu vou mudar o texto, independentemente se ele estiver bom ou ruim, se minha opinião vier a mudar futuramente, eu acho que, primeiro, é bom para eu mesma conseguir ver o quanto estou evoluindo com relação às idéias e os textos.
Isso é muito importante pra MINHA pessoa, estou em ano de vestibular, e vestibular normalmente exige redação, então é uma forma legal de treinar para não escrever coisas ruins para uma coisa tão séria.
Em segundo lugar, é legal desenvolver as idéias, eu não acredito que tudo o que eu escrevo aqui vá se tornar definitivo em minha vida, mas o que não significa que um dia eu não pensei naquilo. O ser humano está em constante evolução e desenvolvimento, eu acho interessante observar isso.
As pessoas às vezes me perguntam ''Pô Jéssica, porque você não apaga aquelas fotos horríveis do seu Orkut, que você está descabelada, com espinhas e coisa e tal?'' Simplesmente por causa disso mesmo, a evolução. É ótimo você olhar para algo horrível como aquilo e se ver atualmente, pode ser que não tenha mudado nada, mas é uma forma de você tentar reverter essa situação, e pode ser que você veja que mudou MUUUUITO e se orgulhe do trabalho e do empenho dedicado para mudar a situação.
Eu acho que nós nunca devemos esconder a realidade das coisas, ainda acho que basta uma verdade dura e cruel do que uma bela mentira, que infelizmente um dia virá à tona, você pode até não acreditar, mas a verdade sempre aparece, às vezes tarde demais para ser perdoada.
O sofrimento é inevitável em torno de toda uma vida, e temos que aprender a lidar com eles.
Hoje é meu último dia de férias, e devo dizer que dessa vez elas foram muito, MUITO ruins!
Tenho meus motivos, e acho que não convém e não interessa a ninguém quais sejam eles, a questão é que ontem eu fui no cinema, tanto que escrevi o texto ai de baixo, e para alguns pode parecer a coisa mais imbecil do mundo, mas foi extremamente bom para a minha pessoa, eu me diverti, pela primeira vez em quase um mês, eu realmente me diverti nas férias!
E não acredite você que foi grande coisa, mas o fato de estar com uma das pessoas que mais adoro no mundo, e fazer algo que gosto, que nada mais é do que entrar em uma livraria enquanto se espera o horário da sessão... Comer uma pipoca e dar boas gargalhadas com palhaçadas toscas como a intromissão de seres que surgem em nossas vidas em um banco de ônibus na volta pra casa, nos faz ver que a vida ainda pode ser bela.
Você pode não ter tudo o que deseja, mas ame e aprecie tudo o que tem, vai por mim.
Eu sei que parece impossível às vezes, mas precisamos ser fortes.
Enfim, a questão é que eu percebi que ando escrevendo bastante aqui no blog, claro, eu fiquei com tempo de sobra nessas férias, mas eu vou tentar manter o ritmo, mesmo não tendo quase nenhum leitor, ou se tenho não estou sabendo, porque é a coisa mais rara do mundo o pessoal comentar, por isso vou mudar a metodologia, talvez funcione... Mas falo disso no final.
E eu notei o quanto a internet pode mexer com as pessoas, na verdade a internet veio para muitos fins excelentes, e muitos horrorosos também.
Eu sou o tipo de pessoa que não curte balada, ai você fala:'' Mas você já foi em alguma?'' Não, e nem quero ir, e sim, eu posso julgar sem ter ido, lógico que eu não posso dizer se é algo que presta, mas EU acho absurdo ficar ouvindo música, bebendo e pulando feito cabrito. Eu gosto de sair, mas sou uma pessoa um tanto quanto tímida demais, não seria um lugar que eu acabaria me divertindo, por assim dizer. Isso não significa que eu nunca vá em uma, mas não é algo que está nos meus planos nem em minhas prioridades.
E justamente por ser uma pessoa que não curte balada, que não sai muito de casa, e que é colada em livros e histórias, principalmente de ficção, e principalmente os livros da Meg Cabot, percebi o quanto as pessoas mudaram com a vinda da internet.
Uma coisa que tenho de deixar bem claro, não me interessa o que você acha dos livros de Meg Cabot, sinceramente! Então, sem comentários a respeito disso, sim? Obrigada!
Mas, veja, outro dia recebi o link de um vídeo ''Crepúsculo'' de um tal de Felipe Neto, sinceramente eu nunca levei uma porrada tão grande em toda a minha vida na história da internet rsrsrsrs.
Não, o cara falou tudo o que veio na mente, ele simplesmente disse o que pensava, não ligando para o que os outros iriam dizer.
E então eu fui ver quantas pessoas já tinham visto, e foi algo realmente, REALMENTE surpreendente.
Está certo que foi duro de engolir certas coisas ao qual ele disse sobre o filme, mas infelizmente, e não sabe o quanto me dói dizer isso, ele estava absolutamente certo!
Os personagens criados por Stephenie Meyer nada mais são do que coisas absolutamente inexistentes, e não estou falando do fato de serem seres que não existem, e sim a forma ao qual eles reagem.
O fato de Edward Cullen não possuir defeitos, e de uma forma louca se apaixonar por Bella Swan, que de fato não tem nada de ''chamativo'' a primeira vista de um homem, foi uma grande falha.
Parei pra pensar no Jesse, um fantasma criado por Meg Cabot. Sempre fiquei extasiada pelo personagem, apaixonada mesmo!!! O ser que eu criei na minha cabeça é único, e ninguém conseguiria representá-lo aos meus olhos, e então eu notei, ele também é do século XIX, e igualmente ao Edward possui características do passado, mas de forma alguma ele é um trouxa ao qual cede a própria namorada aos pretendentes, e nem fica feliz por eles estarem presentes ''ajudando'', como o Edward fez quando Jacob apareceu na cabana para esquentar a Bella, em Eclipse.
Ele tão pouco, apesar de ser fantasma, perde a sensibilidade e o tesão masculino. E está bem longe de ser um cara doce e CALMO igual o Edward aparenta. E sinceramente, acho que ele está mais para os homens do século XIX do que o senhor Cullen, que apaixonou tanto as garotinhas.
Que Robert Pattinson é bonito é algo inegável, mas não acho certo, pelo fato do ator ser bonito, você fazer do personagem, um ser incrível, mesmo porque a representação de Edward Cullen no filme é apenas uma semelhança do que Edward Cullen realmente é. Acho completamente errado as pessoas muitas das vezes apenas gostarem do filme, sem nem tentarem ler o livro. É como dizer que uma novela não precisa do roteiro, ou que os personagens podem ser descritos de uma forma no livro e serem feitos de outra forma no filme, como ocorre com o Hagrid em Harry Potter.
No livro ele é descrito como ruivo, ou então, o que eu não duvido, a tradutora traduziu errado, assim como também traduziu Nove Três Quartos em nove e meio... O.o''.
A questão é que acho sinceramente que Meyer errou em vários pontos, assim como Rowling, mas ninguém é perfeito, o fato é que como boas escritoras, algumas falhas não podem ser engolidas.
Mas o problema maior são os fãs, fazendo de Pattinson a melhor pessoa existente, o que não é verdade, na verdade nem se tem como saber, afinal, ninguém o conhece de fato, ele é um cara totalmente reservado, e pode apostar, vai continuar assim, afinal, ninguém gosta de gente se intrometendo na vida alheia.
Chegamos novamente ao ponto ao qual eu já escrevi neste blog, você pode conferir''Desocupação e cuidado com a vida alheia'' está aqui na sua lateral à direita, mês de Julho, quinto texto.
Enfim, eu sei que fui pesquisar mais vídeos do guri, e achei vários outros, não só dele como do PC Siqueira, Arthur e Lucas como ''Vagazoides'', Caue Moura como ''Desce a Letra'', enfim, pessoas que realmente falam o que pensam não se importando com o que os outros vão pensar, e achei isso incrível!! De verdade, jurava para mim mesma que o mundo estava completamente podre e perdido, sem pessoas que discutissem por coisas sérias, e não como a novela ocorreu, ou como sua vizinha se vestiu, coisas no mínimo discutíveis!
Tudo o que sou hoje é graças as minhas irmãs, a mais velha principalmente, e a criação que meus pais me deram.
Eles nunca foram o tipo de pais que obrigam os filhos a pensar como a sociedade: ''Você deve amar Deus, ele é um ser incrível...'' NÃO!!
Meus pais possuem as crenças deles, mas sempre deram o direito de escolha das nossas crenças.
Eles sempre deram o direito de nós, eu e minhas irmãs, pensarmos por nós mesmas, fazermos nossas escolhas, claro, conscientes das consequências, mas é inevitável, eles sabem que um dia teremos que enfrentar o mundo lá fora, e é óbvio que tentam nos proteger, mas deram instruções suficiente para sabermos ser fortes, e me orgulho muito deles, pois tudo o que sou hoje, não seria se não os tivesse.
Porque por mais que nós briguemos e discutimos, no fundo, sei que são insubstituíveis.
E por terem nos criado assim, deram o poder de pensamento e liberdade de expressão, mas eu não acreditava que ainda existissem pessoas que expressassem suas idéias, são poucos hoje em dia, mas o que mais me surpreendeu é que eles fizeram isso de livre e espontânea vontade, na internet, que é o meio mais rápido e mais fácil de comunicação hoje em dia.
Não vou dizer para vocês que concordo com tudo o que eles dizem, muito pelo contrário, tem muitas coisas que minhas idéias são diferentes, mas não tira o fato de pelo menos eles discutirem, pelo menos se perguntarem se as coisas estão boas do jeito que estão, porque existem, e porque são da forma como são.
Isso já é um grande começo. É claro que terá um monte de pessoas tentando copiá-los, e de um jeito ou de outro, vai acabar virando moda por um tempo, porque é assim que as coisas funcionam na sociedade, só possuem alguma credibilidade e apoio quando vira moda, o que é uma pena, mas o que podemos fazer?
Pelo menos, será uma moda construtiva, acredito eu que começará a fazer com que as pessoas pelo menos discutam sobre, comecem a se perguntar se a vida que levam vale mesmo a pena continuar como está.
Claro que sempre existirão os prós e os contras, e não da para agradar gregos e troianos, mas no mínimo abrirão um pouco os olhos destes pobres cegos que existem na sociedade atual.
Acho que a internet tem esse lado bom, mostrar para as pessoas que o modo de ver as coisas pode ser outro.
Gigantes!!! Gigantes existem? Eu lhe pergunto. Pense bem antes de responder.
Existem? Não? Por quê?
Olha o seu tamanho perto de uma formiga!
É apenas um modo de ver, claro!! Mas tudo depende única e exclusivamente disso, o seu modo de ver as coisas, e quem sabe, com essa diferença, você consiga fazer grandes conquistas... Quem sabe, mudar o mundo, porque não?
Se Einstein achasse que não mudaria nada, onde estaríamos hoje em dia?
E a internet veio para mudar, para revolucionar, no entanto, veio para prejudicar também, sempre prós e contras, SEMPRE!
Ontem, conversando com um amigo o quanto estava extasiada com o Toy Story 3, percebi o quanto as coisas mudaram desde minha infância.
Minha infância foi feita de desenhos que eu fazia em papel com caneta, de bonecos que eu brincava, de fita cassete, câmera fotográfica ao qual tinha um filme com um número x possíveis para você bater fotos...Sabe, as pessoas batiam fotos para guardarem de lembranças de momentos, não para colocarem no Orkut e dizerem o quanto são bonitas ou seja lá o que for.
Comida congelada? Nem a pau! Comida boa é aquela fresca, feita na hora!
Sábado, ficar na internet conversando com seus amigos pelo MSN? Que isso!?! Vamos sair, ir a parques... Passear, ir em algum teatro, e não apenas ir ao shopping fazer mutirão de gente e ficar pagando pau para roupas de lojas caríssimas que você sabe que mesmo que tivesse o dinheiro não pagaria, porque não vale a pena.
As pessoas viviam mais, e viviam melhor.
Desenho animado era instrutivo. Castelo Ratimbum, Mundo da Lua, Os Ursinhos Carinhosos, Família Dinossauro, Hei Arnold, Chiquititas, Pica Pau, Tom e Jerry, Doug Funny, Os Rugrats, Bananas de Pijamas, Snoopy, Eliana, quando fazia programas para crianças, não ''Tudo é possível'' x.X.
Restart era nome de um botão no controle remoto do Nintento 64, e não uma banda colorida. Mamonas Assassinas era música de verdade, não existia banda que começa com letras e termina com número, como NX 0.
As crianças cuidavam de bichinho virtual, não de celular.
Tazo era algo que se colecionava por diversão, e não apenas para fazer volume, como comunidades no Orkut.
Enfim, coisas que as pessoas foram perdendo aos poucos, e chegamos aonde estamos hoje.
Quando eu estava prestes a chorar ontem vendo Toy Story, não foi porque simplesmente tinha acabado e eu nunca mais veria o filme, longe disso, estão até pensando em fazer um quarto, o que acho burrice, vai estragar o gran finale do terceiro. Não vale a pena fazê-los sem o Andy.
Não, eu estava quase chorando porque eu vi como o tempo passou, como as coisas mudaram, eu me senti na pele do Andy, e eu percebi que aquele cinema lotado de crianças vendo pela primeira vez na vida Toy Story, nunca iriam entender o que eu estava passando, o sentimento que estava tendo, porque hoje em dia criança só existe, se existir, até os 6 anos no máximo!
A pureza que existia nunca mais vai voltar, não do jeito que era, pelo menos.
E nisso, a internet ajudou a ferrar, porque hoje as crianças não compram cavalinhos de borracha e matos falsos, junto com casinhas de plástico para fingir que tem uma fazenda, elas simplesmente jogam mini fazenda ou colheita feliz no Orkut.
Criança hoje mexe no twitter, criança hoje quer usar maquiagem e namorar.
Então, é claro, a tecnologia veio para ajudar, mas veio para atrapalhar também, e muito!
Eu, com sete anos, estava brincando, vendo televisão, passeando com meus pais, hoje, crianças de sete anos estão presas a uma máquina, pagando com pagseguro para terem mais minigramas ou qualquer coisa do tipo em orkuts, estão sendo enganadas virtualmente por tarados pervertidos, em salas de bate papo, estão tendo filhos prematuramente!
Hoje, as pessoas se negam a ler livros, eu, como boa leitora e fascinada em histórias, me nego, eu ME NEGO a ler livros em computador. NUNCA será a mesma coisa, a sensação de virar cada página, de cheiras cada folha, de te-lô na mão. Hoje o mundo é comandado por uma tela e uma CPU, e as pessoas não notam o quão escravas são dessa máquina.
Claro que internet é legal, mas, de verdade, não é tudo! E é isso que as pessoas deveriam entender e aceitar...
Infelizmente o mundo já está perdido, e eu sou apenas uma louca em meio a retardados.

Enfim, se você quiser ver algum vídeo de algumas dessas pessoas que eu citei ai em cima, aqui estão os links, talvez sirva para abrir um pouco a mente.

Feline Neto: http://www.youtube.com/user/felipeneto
P.C. Siqueira http://www.youtube.com/user/maspoxavida
Vagazóides: www.youtube.com/vagazoides
Caue Moura: http://www.youtube.com/user/descealetra

Ah, lembra que eu disse que ia mudar o método de vocês comentarem? Bom, não é mudar o método, é que as pessoas normalmente não gostam de comentar, sempre ficam naquelas ''o que escrever?'' Então, não precisa escrever nada, apenas de uma nota de 0 a 10 ao texto, só pra ter uma idéia de quem está lendo, e se está gostando ou não, ok?

Obrigada!

J.H.C

sábado, 24 de julho de 2010

Andy, Woody, Buzz... Infância perfeita!



Toy Story...

Toy Story foi minha infância, meu passado, presente e futuro.

Me lembro da primeira vez que vi o filme, foi tão marcante que no mesmo dia eu fiz questão de dormir bem abraçada com o Babar[um elefantinho que tenho até hoje], para mim ele sempre teve vida e sempre terá.
Lembro que sonhei que estava naquela loja ao qual aparece a propaganda da venda do Buzz, e estava rodeada de brinquedos...



Foi um sonho estranho que não consigo me lembrar com perfeição, mas marcou minha vida, sem dúvida.
Sempre tive o sonho de ter um Buzz, um Woody, e jurava que eles não existiam, até ontem, quando fui no shopping e vi na vitrine não só os dois, como os etezinhos, o Rex, a Jessie, o Bala no Alvo... E sem dúvida deve ter o senhor e a senhora cabeça de batata, o Slinky, e sei lá mais quem...

O fato é que sem dúvida vou juntar dinheiro para ter todos eles rsrsrs, faço questão!

Quem já viu o filme “Meu Papai é Noel 2" e lembra daquela parte ao qual os adultos recebem os brinquedos que mais desejaram quando crianças e não tiveram, pode entender um pouquinho do que sinto.

A questão é que fui ver Toy Story 3 hoje no cinema, e foi mágico. Tristemente mágico!!

O Andy tem a MINHA idade!! Sempre teve na verdade rsrsrsrs, mas... É incrível como o tempo passa e nós, apaixonados por nossos brinquedos, aos poucos vamos largando mão... Vamos crescendo, e sem percebermos, estamos indo para a faculdade.

Eu não tinha compreendido realmente que estava indo para a faculdade, claro que eu sabia que ano que vem seria uma nova fase, que estava crescendo, mas só quando você realmente para pra pensar nisso, que se toca como o tempo voou.

Quando eu vi hoje mais cedo, o Andy arrumando suas coisas, os brinquedos sendo ignorados, a tecnologia a tona, o carro que ele estava DIRIGINDO!!![Que por sinal era o da mãe no primeiro filme]... Só então que eu percebi como o tempo passou, como tudo mudou...

Sou eternamente grata pelas pessoas que criaram este desenho, e sou mais grata ainda por terem concluído-o tão maravilhosamente lindo!

Ficará guardado para sempre no coração, e os criadores sabem bem disso, afinal de contas, a geração de 93/94 é marcada por ele, se não é, realmente é uma pessoa estranha, uma exceção. xD

Quando eu percebi que o garoto [que sem dúvida tem a minha idade, ou até é um pouquinho mais velho] sentado atrás de mim no cinema, chorando no final do filme, e eu ali, me segurando para não fazer o mesmo que ele estava fazendo, me dei conta do quanto uma história simples mas tão antiga e tão marcante em nossas vidas pode mexer com a gente.

Andy, Woody, Buzz... Estarão sempre no coração, e aquele VHS velho que eu tenho do primeiro filme, jogado as traças no ''sótão'' de casa deixou uma saudade infinita do passado, uma alegria e tristeza unidas atual e uma excelente lembrança futura.

Afinal, em VHS, em DVD, ou seja lá o que for, sempre estará comigo.

Porque, de um modo ou de outro, os brinquedos sempre possuíram vida, na mente e no coração das eternas crianças.

Ainda estou criando coragem de doar os meus para alguma creche ou algo do tipo, para fazer uma criança feliz, mas sei que não é certo mante-los ''trancafiados'' no armário da sala, eu sei, eles não tem vida Jéssica!!! Mas eles me fizeram tão feliz, então, porque não fazer mais crianças felizes??

Vida... Algo que muitas vezes não damos valor ou sofremos tanto que não vemos o tempo perdido...

Se você ainda tem brinquedos, faça alguma criança feliz, se eles estiverem ''largados'', e se não, então cuide e ''Brinque direito!!'' xD By Woody... Acho que o Sid aprendeu a lição hauahuahauha.

Uma lição imensa este filme!! Realmente Obrigada!!

E ahhh... Eu realmente espero encontrar um "Andy" na faculdade rsrsrsrs.... =P

J.H.C

Amigo Estou Aqui

Amigo estou aqui
Amigo estou aqui
Se a fase é ruim
E são tantos problemas que não tem fim
Não se esqueça que ouviu de mim
Amigo estou aqui
Amigo estou aqui

Amigo estou aqui
Amigo estou aqui
Os seus problemas são meus também
E isso eu faço por você e mais ninguém
O que eu quero é ver o seu bem
Amigo estou aqui
Amigo estou aqui

Os outros podem ser até bem melhores do que eu
Bons brinquedos são
Porém, amigo seu é coisa séria
Pois é opção do coração (viu?)

O tempo vai passar
Os anos vão confirmar
Às três palavras que eu proferi
Amigo estou aqui
Amigo estou aqui
Amigo estou aqui


AO INFINITO E ALÉM!

terça-feira, 20 de julho de 2010

Lua

''Oh, life is good,
Oh, life is good,
Oh, life is good,
As good as you wish!''

(Shaman Fairy Tale)

Life IS GOOD!

A vida É boa!
Você me ensinou a apreciar uma boa música, você me ensinou a amar o simples, a ver o talento em cada grão de areia, a amar a raridade e a me apaixonar cegamente pelo inesperado.
Você me ensinou a ver como a vida é bela.
No entanto, você se foi sem deixar recado, sem deixar marcas, apenas deixando comigo a saudade e a dor permanente em meu peito.
Você me encantou e se foi, mas sei que um dia irei revê-lo, sei que nossos caminhos foram marcados pela eternidade, sei que será meu príncipe na alegria, na tristeza e para todo o sempre, porque eu, uma mera mortal, me apaixonei por um ser iluminado, um Deus inacessível, um príncipe encantado de conto de fadas e não soube aproveitar a vida ao máximo enquanto estava ao seu lado, mas tenho certeza que nossos caminhos irão se cruzar novamente e você irá me trazer novamente a alegria que levou consigo quando se foi.
A vida é boa, ela é doce, os anjos dizem amem quando penso em você, e penso o tempo todo, todos os dias de minha vida, e irei pensar pela eternidade, porque você não foi mais um qualquer, você foi mágico, foi diferente, foi... Especial!
Você iluminou os meus dias como o sol ilumina tudo e todos ao raiar, você me alivia como a brisa fresca faz nos dias calorosos de verão, você foi o perfume da mais bela e charmosa flor, você foi o mais doce sabor que já provei, foi o homem que marcou minha vida... E se foi.
Você se foi, levando toda a alegria em mim existente, deixando permanente apenas a dor e a angustia, da perda inestimável e ausência insubstituível do seu ser.
Você se foi, sem mais nem menos, sem porquês nem tentativas de explicações, você simplesmente se foi, e me deixou o amargor no coração, o enjôo na boca do estômago, a repulsa na alma fria e incompreendida.
Você se foi, e com você toda a minha felicidade.
Mas há de voltar alegremente por aquelas portas, sorridente, com seu olhar doce, olhos de caju, lábios de mel, sorriso perfeito.
Eu te amo hoje e sempre, e vou amar enquanto meu corpo e minha alma existirem, vou amar enquanto puder!
Apesar de estar longe, saiba que estará sempre presente em meu coração, em minha memória, sempre e sempre.
Você há de voltar meu amor, para enfim podermos ser felizes para sempre, como um belo conto de fadas, porque você é o único que me alegra, o único que me inspira, é a única razão para o meu ser continuar a respirar.
Sempre que olho para os céus e vejo aquela Lua brilhante e charmosa, é inevitável, me lembro de você.
Sempre que sinto a brisa bater em meu rosto, ou apenas como um picolé doce, sinto você, o sabor doce em minha língua, o carinho de sua mão acariciando minha face, e os sussurros ditos no pé do meu ouvido.
Você se tornou insubstituível.
Assim como tenho que esperar tortuosamente o sol se por para a doce e maravilhosa Lua aparecer todos os dias, sei que você irá aparecer novamente, é apenas uma questão de tempo, de espera, para que este sol se ponha e você finalmente apareça.
Você, como a Lua, tão distante e tão inestimavelmente impossível de alcançar, sempre estará presente comigo, longe, intocável, mas bela, iluminada, inspiradora.
Te amo... Hoje e sempre!

J.H.C



terça-feira, 13 de julho de 2010

Vampiros!

Andei pensando sobre aquele segundo conto ao qual publiquei, é, aquele com o título Crepúsculo, lembram-se?
Bom, para quem não se lembra, ou não sabe, tem um ícone aqui na página, a sua direita, marcando os meses do ano e a quantidade de conto feito em cada mês. Ele foi o meu segundo lançado, então, é só clicar em ''Abril'' e ler o primeiro conto que aparecer na tela, é fácil reconhecer.
Bom, eu tenho costume de estar sempre relendo meus contos várias e várias vezes, para evitar erros, melhorar certas partes, enfim, pequenos detalhes. E estava aqui lendo justamente ''Crepúsculo'' e percebi que fiz um final meio tosco. Bella com cinco filhos, casada com Jacob? Naquele texto mesmo disse que era tosco, mas disse também que iria bolar outros finais e acabei não fazendo nada.
A questão é que sábado agora eu vi Eclipse, e estava aqui pensando o quanto de pessoas no mundo existem e vivem através de Crepúsculo.
Na epoca de Harry Potter era um absurdo, mas as pessoas dividiam entre Harry Potter, Matrix e Senhor dos Anéis, ainda existem bons e fiéis fãs de Harry Potter, mas parece que com a chegada de Crepúsculo, a maioria migrou para o vampirismo esquecendo-se completamente da existência dos bruxos, fantasmas, máquinas evoluídas, vírus que não morrem, elfos, hobbits, Reis e Rainhas do anel, ou qualquer coisa do gênero.
O fato é que a sociedade, bem ou mal, está magnetizada nesse fascínio por vampiros, não que isso seja algo ruim, mas ficar exclusivamente nos vampiros de Stephenie Meyer é algo errado.
Ai vai uma dica para quem gosta de vampiros, da história, dos mitos, e não só do romance Bella e Edward, e veja, é uma dica MUUUIIIITOOOOOO BOA!
Leia Anne Rice, ela é a mãe de tudo o que você conhece como vampirismo. Ok ficou louca depois que virou crente, mas pegue e tente lê-los, exceto a parte em que ela resolve ficar louca e envolver Deus na história.
Mas sério você vai ver o que é um vampiro de verdade, aquele ser das trevas ao qual no fundo todos nós gostamos.
Mas se for muito difícil ler os livros dela, por incapacidade de encontrá-los, ou seja lá o que for, ai vai outras dicas MUUUITOOOO BOAS!
Martha Argel!! Se você é o cara (ou a mina, sem preconceitos xD)que gosta de algo mais excitante, que mecha mais com os seus hormônios, então leia os livros de Martha Argel, são excitantes ao extremo, e a abordagem aos vampiros também é excelente!!
André Vianco!! Este é mágico, se você curte vampiros e uma boa pitada de aventura, é esse cara que você tem que ler, mas não é qualquer livro, veja, ele não escreve só sobre vampirismo, mas se você só está interessado nessa área, então leia: Os Sete, Sétimo, Os Filhos de Sétimo, Revelações e o Livro de Jó, é uma sequência, você terá que obrigatoriamente começar por ''Os Sete'', se não, você não entende nada!
Ou então, se você prefere algo menor, leia Bento, Vampiro Rei volume 1 e 2.
De qualquer forma, se você ler um livro dele vai querer ler todos os outros, então...
Agora, se você é uma pessoa que gosta de aventuras, excitação e vampirismo em um só pacote, você tem de ler os livros de Giulia Moon, mais especificamente Kaori: Perfume de Vampira, este eu lhe garanto, vai ser algo que você nunca pensou ver na vida!
Agora se você está pensando em um suspense misturado com terror, leia os livros de Nelson Magrini e Adriano Siqueira.
São todos bons escritores, a maioria deles meus amigos, estão na área sem ganhar muito, mas tem algo que eu admiro neles, eles fazem o que gostam!! Sem contar o quanto são simpáticos com os fãs.
Então, antes de achar que sabe TUDO sobre vampiros, vai dar uma pesquisada nas histórias desde os primórdios, sim?
Por que e como Drácula surgiu? Ele realmente existiu? Pensem, questionem sempre!
A questão não é que é errado ser fascinado em Crepúsculo, mas sim começar a ver POR QUE você gosta de Crepúsculo, eu gosto por alguns pontos, como por exemplo, o Jacob, sim, eu sou MUITO fã dele, e digo fã do PERSONAGEM, e não do Taylor, claro, ele é bonito e tudo o mais, mas eu não gosto de misturar on com off... Ou seja, personagem com vida real.
De qualquer forma, eu fiz esse texto especificamente para que vocês, fãs da tããão consagrada Stephenie Meyer e do vampirismo, assim como eu, tenham a oportunidade de saber que existem outros tão bons quanto Stephenie Meyer, e o melhor, podem muito bem serem Brasileiros, o que é maravilhoso!!
Para quem nunca teve a sensação de pedir autógrafo ao seu escritor preferido, não sabe o quanto é emocionante.
Mas se você acha que eu sou uma pessoa que pouco sei do que falo e não quer procurar livro por livro de cada autor, o que seria uma idiotice da sua parte, pois eles valem à pena... Mas que seja então leia todos em um!''Amor Vampiro'' é um livro ao qual a maioria desses escritores que citei ai em cima participa, mas não acho que de para comparar o nível de cada escritor, afinal, são pequenos contos apenas.
De qualquer forma, com relação ao texto "Crepúsculo", só tenho a dizer que não inventei nenhum final novo ainda, mas ainda sou da opinião que o incesto que a Stephenie criou do Jacob com a Reneesme foi algo realmente tosco, e por mim, AMANHECER pegaria fogo para que ela refizesse descentemente! Mas... Fica ai apenas minha crua opinião...

HEI, SE VOCÊ LEU MEU BLOG, OU ALGUM CONTO, POR FAVOR, CLIQUE AQUI EM BAIXO, NO FINAL DO TEXTO, EM COMENTAR E DEIXE SEU COMENTÁRIO, CRITICANDO, ELOGIANDO OU APENAS DIZENDO QUE LEU, É IMPORTANTE PARA A MINHA ANIMAÇÃO E VONTADE DE SEGUIR COM ESSE BLOG! ACREDITEM, É MUITO CHATO MANDAR MENSAGENS PARA O ALÉM!

J.H.C



segunda-feira, 12 de julho de 2010

Desocupação e cuidado com a vida alheia

Estava eu aqui conversando com um grande amigo e futuro ator sobre o que escrever nesse blog. A verdade é que ele me disse outro dia que lê meu blog, e isso me deixou MUITO, MUITO feliz, porque... Bem, eu acho que quase ninguém lê... Apesar de que isso vai mudar com o tempo, vocês verão um dia...
E eu gosto de atualizá-lo, mesmo que as pessoas não se importem, um dia, quero crer, a sociedade vai começar a se interessar por coisas realmente importantes e sem dúvida vai começar a se questionar de tudo!
Sábado fui ver Eclipse no cinema, achei a perfeição do filme algo extraordinário.
Veja bem, a perfeição do filme, eu digo no sentido de ficar extremamente igual ao livro, e as montagens com os lobos, vampiros e tudo mais ficar realmente bom, parabéns aqueles que trabalharam para que este filme tivesse tecnologia de primeiro mundo, literalmente!
Sim, porque vemos muitos filmes ai lançados pelos EUA que parecem serem novelas mexicanas, os mexicanos que me perdoem, mas suas novelas são podres.
Mas com relação a história, não que eu não goste, eu gosto... Mas não sei por que, acho que a Stephenie Meyer errou em tantas coisas que fica complicado, eu, uma pessoa que quero ser escritora, apoiá-la 100%.
Espero não morder minha língua, mas sinceramente, ela, tanto quanto a J.K. Rowling deixam coisas em aberto simplesmente para explicarem em entrevistas, o que é muito, muitooo errado, as pessoas nem sempre gostam de ver entrevistas, daqui mil anos elas estarão mortas e vai saber se as entrevistas serão mostradas? Mas os livros estarão lá, junto com suas falhas...
Então, como futura escritora, e mais, leitora, acho que devemos acima de tudo questionar e SEMPRE exigir o melhor, não só dos outros, mas de nós mesmos também, só assim evoluímos.
Mas voltando ao fato, fui ver Eclipse, e percebi o quanto as pessoas ligam para o que os outros pensam ou falam, e o quanto isso cria uma reação extremamente nova em cada pessoa, mesmo que ela não tenha costumes de certas coisas como ser grossa, irritante ou algo do gênero.
Eu mesma achei o filme interessante em vários pontos, e horroroso em outros, mas as fanáticas são completamente LOUCAS, elas não querem ver os erros, para elas está tudo perfeito, e fico me perguntando se pessoas assim conseguem ser bons críticos, porque afinal, como ela vai poder julgar se algo é bom ou ruim, se tem problemas em julgar algo simples que é se um filme de que ela gosta está bom ou se tem falhas? E isso envolve várias questões, veja que futuramente essa pessoa será mãe(ou pai, sem preconceitos xD) e irá ter que ver se a escola do filho é boa, se a educação que ela está dando é sábia, se a alimentação é adequada... Não é só por causa do filme, tem todo um contexto por trás disso, e devemos ficar sim atentos com pequenas coisas que podem virar grandes problemas.
Mas a cabeça de cada pessoa gera uma reação nova com relação ao que ela passa.
Por exemplo, estava na fila da pipoca, e cá entre nós, é um horror ficar na fila da pipoca, você demora longos minutos pra pagar por uma pipoca murcha, sem sal e um refrigerante totalmente sem gás e aguado, e paga feliz da vida!
Mas esse não é o fato, a questão é que normalmente as pessoas pegam, pagam e não reclamam, e isso é interessante de se comentar, que podemos aprender com as mais simples coisas.
Não queria pipoca, pedi um popcorn de frango, são bolinhas de frango que vem em um potinho de papelão. Só que custa OITO reais por o que? 500 gramas? Menos até...
Bom, eu pedi o pequeno, e não sabia que o grande era pequeno e o pequeno era metade do grande que é pequenoo.O... Realmente absurdo! Peguei aquilo e falei: Moça, não está até em cima. E ela simplesmente me disse que o pequeno tinha uma quantia específica, porque até em cima era o grande e... AHN? Eu to pagando 5,00 pra comer metade do grande que é pequeno? A realidade é que estava tão apressada porque ia começar Eclipse que peguei calada, junto com uma garrafa d'água, já que não tinha mais refrigerante(aonde já se viu não ter refrigerante... Mas tudo bem... TUDO BEM O CARALHO! Estou puta da vida com isso até agora... ò.ó)E veja que eu só reclamei e a menina ficou toda nervosa me fuzilando com os olhos, imagina se eu tivesse sido chata e dito: ''Ok, então não vou levar, pode desfazer a conta toda!'' Ou ela me matava, ou ia se demitir... As pessoas realmente precisam evoluir. E então eu percebi o quanto a menina roubou de mim e de uma amiga que comprou pipoca só pra ter o saquinho que tem a cara do Robert Pattinson e a atendente disse que não tinha mais o maldito saquinho!
Sinceramente!!!!
A verdade é que vi o filme e depois fomos reclamar do saquinho o qual eles fizeram surgir um, esse tipo de coisa que me faz ficar inconformada, como assim? Não tinha mas agora tem? Veio voando até aqui? Sinceramente!!! ODEIOOOO ser mal atendida, principalmente quando estou pagando, e pagando um auto custo!
Vocês sabiam que no preço das coisas já está incluso o atendimento? Pagamos para sermos atendidos, e muitas vezes somos MUUUITOOOO mal atendidos!!!
Hoje fui à Saraiva pegar um livro que tinha encomendado, e eu não sei por que, mas é um lugar que eu não tenho o que reclamar, não sei se as pessoas que ali trabalham, gostam do que fazem, ou se ganham muito bem, ou se o cheiro maravilhoso dos livros causa uma felicidade espontânea que faz com que todos nos atendam com extrema educação, ou se é o simples fato dos atendentes verem a cara de boba que eu fico sempre que entro lá... O fato é que é um lugar que eu não tenho o que me queixar, às vezes acabo até sendo ''grossa'' por não ter o livro e eu ter que esperar, e peço desculpas a todos os atendentes da Saraiva Mega Store do shopping Center Norte se um dia eu já fui grossa com você, realmente me desculpe!
A questão é que às vezes perdemos dinheiro com coisas tão pequenas que não nos damos conta que estamos sendo roubados na cara dura.
Hoje, no caminho pro shopping, entrou um homem no ônibus, daqueles que gostam de falar que está desempregado, que podia estar matando, roubando, mas está ali, vendendo balinha de GOMA, dizendo que faz bem pra garganta... Mas isso não é o pior, o pior é que o cara deu em cima de mim x.X''... Eu nunca fui de me arrumar muito, mas ultimamente ando mais vaidosa do que o normal(não me perguntem o por que, nem eu sei)E ele'' Poxa, não vai mesmo querer? Faz bem pra garganta mesmo!!'' e eu só fazendo não com a cabeça, séria, poxa, vai encher a sua mãe, eu só quero chegar no shopping logo e fazer o que tenho que fazer, que saco!
Ai ele''Bom, então eu te vejo a noite... O que você acha de me passar o seu telefone?'' O pior é que tinha gente querendo a droga da bala, com dinheiro na mão e tudo, e o cara nem ai, só me infernizando, justo hoje que eu fiz questão de dar um trato no cabelo, e ele estava perfeito, mas está vendo só? A gente não pode se arrumar sem ser assediada x.X''.
Ai ele, na maior cara de pau abriu um sorrizinho pra mim e disse “Que tal, topa? ''E eu ''Mamãe me ensinou a não falar com estranhos, com licença!'' E virei pro lado da janela, ele continuou me olhando e disse''Essa eu não conhecia. Sua mãe é? Hum... Essa você aprendeu comigo, não foi?'' E saiu todo sem graça... Mas vejam bem, ele disse isso mesmo: ''Essa eu NÃO conhecia...'' E logo em seguida''Essa você aprendeu COMIGO, não foi?''o.O QUE? Ele é louco ou o que? Me poupe!
Eu não ia pagar um real por dois saquinhos que deviam ter o que? 5 balinhas em cada no máximo, mas as pessoas pagam e acham que estão lucrando. Ô povo burro viu!
Então, fico me perguntando, o que o homem queria comigo? Sinceramente! Ele não estava acreditando mesmo que eu ia passar meu telefone, ou falar para se juntar a mim no passeio, não é? Namorar o homem da balinha de goma que faz bem pra garganta, ninguém merece!!
Eu odeio esse tipo de pessoa!! É um pé no saco, tem de concordar!
Então, fico me perguntando por que as pessoas ficam nos infernizando?
Uma questão interessante são os vizinhos, vocês já notaram o quanto os vizinhos enchem o saco das pessoas? Na minha rua, infelizmente eu conheço todos, ou quase todos, e todos conhecem a minha simpática e doce mamãe que mora aqui ah... VIDA INTEIRA?!
Estava voltando pra casa, cansada, mas principalmente com MUUUITA fome, porque sai daqui às dez da manhã e já era quase duas da tarde e eu tinha a janta de ontem no estômago só, e ainda tive que parar duas vezes na rua pra cumprimentar vizinhos alheios que eu nem sabia que ainda existiam.
Uma bebada que só, com aquele cheiro horrendo de cerveja encalastrada na pele, me abraçou forte e baforou na minha cara um ''Como está a sua mãe?'' e eu ''Bem... Obrigada!'', e é incrível que quanto mais você tenta escapar das pessoas, mais elas te prendem, ainda por cima, quando estão bêbadas. E ela veio com essa''Manda um beijo pra ela!'' E eu pensei: "Nem morta! '' Mas é claro que mamãe me educou muito bem, e eu abri aquele velho sorriso desgostoso e disse"Claro! Até mais.".. Não dei mais que vinte passos e veio outra, toda sorridente, abrindo os braços e me abraçando no meio da rua"Aonde esta indo menina?”E a vontade era dizer” Dar o rabo na esquina. Não sabia? É a nova tendência da moda” ¬¬.Mas as vezes acho que sou educada até demais..."Hum...Tudo bem?" E a pessoa sorri, diz que está tudo bem e demora mais um século falando dos problemas financeiros, manda mais um beijo pra minha mãe e eu já estou pensando"Se cada beijo valesse 100,00 hoje estávamos ricas xD'' e vou-me embora.
Sem contar o fato de estar andando na rua e os vizinhos colocaram a cara na janela ou se debruçarem no beiral da varanda pra me ver passar, sério, eu sou tão bonita assim? Ou eu sou horrível? Muito estranha? Tenho ar de rica? Porque sinceramente, que desgraceira as pessoas ficam vendo enquanto estou andando? Nem sou famosa ainda po! Imagina então quando conseguir ser hein? Credo em cruz quero nem pensar. xD

Ai estava aqui, conversando com o meu amigo, e acho que quem estava lendo esse texto já deve ter parado na metade xDD... Eu não falo assim pessoalmente, mas parece que uma mistura de Sonata Arctica(Wolf and Raven) junto com o teclado do computador, fazem mágica com os meus dedos rsrsrs

Então... Estava aqui conversando e ele me deu essa idéia de escrever sobre a desocupação e cuidado com a vida alheia, e me pergunto, porque as pessoas cuidam da vida alheia? Porque se preocupam com os outros? Vocês já notaram o estardalhaço que a imprensa e o povo fizeram com a menina Isabela Nardoni? Ok, ela morreu, mas precisava de tudo aquilo? Será que deveríamos nos meter mesmo? Nem conhecíamos pra podermos de fato julgarmos!!
Porque temos esse intuito de prestar atenção no que o outro faz, no que fala, no que pensa? Isso vai mudar em que a sua vida? Acho que só vai empobrecer o seu espírito, sinceramente!!!
Mas isso vem desde pequenos, quando erramos perguntinhas ou até mesmo fazemos perguntas para as nossas primeiras ''tias'' da escola, nos prés e primeiras séries da vida e somos achovalhados e criticados como se fossemos burros, algumas pessoas possuem traumas do passado até... E me pergunto aonde a criança aprendeu isso? Por que faz?
A resposta é única: Dos pais! Tudo o que somos hoje é devido nossa criação, boa ou ruim, ela nos fez crescer e aprender da melhor ou da pior forma possível como a vida segue, e se hoje somos pessoas com mentes brilhantes, ou extramente ignorantes, devemos aos nossos pais, a nossa criação. Então, será que vocês, é, vocês dessa minha geração de 1980/1990 não deveriam começar a parar de se preocupar com o alheio e prestar mais atenção a si?
Só vejo um motivo para você preferir ver o alheio, deve ODIAR sua vida, para sempre estar tentando se desviar dos seus problemas e ficar achando os problemas dos outros... Mas que problemas sérios você tem para querer fingir que eles não existam hein?
A vida é feita de problemas para que criemos soluções, se você não enfrentá-los não irá amadurecer nunca!
Eu fico frustrada quando vejo várias meninas da MINHA idade ou muito mais nova do que eu até, engravidando, sendo mãe, e veja que pais essa criança vai ter... Só consigo concluir uma coisa... Ou essas crianças verão a merda que os pais fizeram e vão ser pessoas incríveis no futuro, ou a sociedade está cada dia mais podre, a cada novo suspiro dessas crianças mundo a fora.
ACORDEM!

Mas quer saber? Isso também não é problema meu! Só sinto pelos pobres e inocentes que vieram ao mundo e que serão hoje ou amanhã, mais um retardado dessa sociedade decadente.

J.H.C

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Morte...Da Sociedade?

Você já pensou em como matar uma pessoa?
Não, sério, você NUNCA pensou em como matar uma pessoa?
Eu estava a sei lá, menos de um minuto atrás descendo da cozinha para o meu escritório, que é exatamente onde fica o computador, e notei que no escuro eu conto quantos degraus existem para descê-los sem correr o risco de pisar em falso ou errar algum e cair, e, como tenho mente assassina, para quem não entendeu ou não sabe, eu pretendo ser uma escritora um dia, e eu não sei porque, mas tenho esse instinto assassino, adoro matar personagens, não é o simples fato de matá-lo, tipo, fazê-lo desaparecer da história, isso seria muito sem graça e sem criatividade, mas sim o fato de como a morte é executada.
Veja, eu, por exemplo, tenho uma maldita rotina de terminar de jantar e descer para o escritório para vir no computador.
Considere que eu gosto de computador, e mais, sou viciada nele, eu sei isso é uma desgraça, mas faço coisas legais aqui po, como, por exemplo, estar escrevendo isso agora, pode até não ser legal para VOCÊ que está lendo e achando tudo meio sem nexo, mas EU estou me divertindo contando isso... Bom, enfim, eu gosto de escrever, vai saber se um dia isso não vai me gerar um bom lucro ou apenas satisfação? De qualquer forma, minha casa é do estilo... Tipo 60 anos atrás ou mais, minha mãe, por exemplo, que tem 51 anos, vive nesta casa desde os 4 anos, e pelo que sei, ela pertencia a um senhor, então, da pra ter mais ou menos idéia de quanto essa casa é velha.
O fato é que construíram há uns 17 ou 18 anos atrás uma garagem, e fizeram uma escada que nem sei se existia, minha mãe sempre contou como era quando ela era jovem, mas sabe como é a mente humana, nós sempre imaginamos as coisas do jeito que desejamos.
Como queira, de qualquer forma, eu não sei se essa escada existia antes, o fato é que estava descendo-a, e notei que poderia, um dia, sem mais nem menos, estar de bem com a vida, e sem perceber cair da escada, é, simples assim, cair, e morrer!
Claro, sem morte iria acabar sendo chato, por que... Hum... Só me machucaria toda... Mas o fato é que eu iria torcer o pescoço ou batê-lo na quina da escada e morrer. Modo besta de morrer e desesperador para quem escuta e vem ver o que se passa, não é? Pois é... Mas... Bom eu nem sei por que exatamente estou contando isso, é que veio na cabeça, e quando eu criei esse blog eu prometi a mim mesma que postaria coisas que acho interessante comentar e me ajudaria a praticar minha escrita.
Vocês deveriam fazer isso também sabia? Tipo é bom ler, e leiam meu blog, me deixaria muito feliz se vocês comentassem também... Mas nem tudo é perfeito, fazer o que? O fato é que depois que montei esse blog eu comecei a escrever, independentemente se bom ou ruim, eu escrevo, e sempre tento escrever MUITO, e melhorei minha escrita, não no sentido de estar bom, mas no sentido de não errar tanto ao escrever.
Claro que fiquei paranóica por saber sempre se algo está sendo escrito corretamente e se não estou falando errado, mas... Pelo menos estou tentando não ser mais uma dessas pessoas ignorantes que falam e escrevem errado de propósito ou sei lá... As pessoas deveriam realmente começar a tentar ter cultura, porque afinal, prezam tanto os de fora: "Os atores do EUA são mais gostosos'' ou ''Eu queria morar na Inglaterra'' ou ainda “Eu ODEIO o Brasil”... Então porque não tentarmos melhorar onde moramos em vez de ficarmos sonhando e invejando os outros que moram nesses lugares? Temos TUDO para sermos se não O melhor, bem perto, do melhor país do mundo! Por que não? Só porque é o Brasil? Me poupe hein!
Brasil não é terra de todos, Brasil não é floresta, Brasil NÃO DEVERIA ser país de ninguém, que qualquer americanozinho de merda vem e faz o que quer, aliás, eu tenho algo para dizer a vocês americanozinhos, nada contra TODA a população americana, mas esses escrúpulos que só querem usar e abusar de nós, porque nos acham um povo ignorante... Nem sei se irão saber disso um dia, muito provavelmente não, mas dane-se, vou falar mesmo assim: EU SOU AMERICANA! E sabe o por quê? Porque isso é a America! O Brasil faz parte da AMERICA! Você é ESTADUNIDENSE! E as pessoas têm que começar a se conscientizar disso!!
Enquanto a sociedade BRASILEIRA não abrir os olhos e começar a pensar no próprio rabo, por assim dizer, não vamos sair da onde estamos, vamos continuar tendo pessoas que gostam de bandinhas choronas que degrinem a aparência dos gays, vamos continuar tendo políticos corruptos, e vamos continuar reclamando sem agir! Então, se você, assim como eu, cansou dessa sociedade podre comece a comentar, comece a criticar, comece a questionar, porque como já disse e repito quem não questiona não pensa e não evolui!
E comentem no meu blog, por favor! Sabe, é meio chato pensar e ter quase certeza que NINGUÉM lê isso aqui... Mas enfim...
Sociedade corrupta é uma merda mesmo x.x''... Só faz algo ganhando em troca!

J.H.C

terça-feira, 6 de julho de 2010

Pessoas

Me peguei lendo o blog de um conhecido de minha escola, e apesar de perceber drasticamente o quanto ele escrevia ruim, parei para pensar o quanto ele poderia vir a melhorar sua escrita com o passar dos anos e se tornar um grande e famoso escritor.
Já parou para pensar quantas pessoas conhecemos em torno de toda a nossa vida, e que na maioria das vezes apenas possuímos pequenos momentos com elas e logo a mandamos embora? Veja pessoas do mundo todo na maioria das vezes possuem os mesmos pensamentos, enriquecerem, serem alguém importante na vida, ou famoso, mas pense, Brad Pitt nem sempre foi Brad Pitt, e muito provavelmente teve amigos quando criança, e fico me perguntando se esses amigos simplesmente se lembram dele, e se de fato se lembram, o quanto não devem se arrepender de não ter mantido contato.
E as meninas ao qual ele já se apaixonou antes de ser famoso e elas o recusaram? Quantas hoje não dariam tudo para estar no lugar de Angelina Jolie?
Mas veja, se pudéssemos mudar algo, um pequeno detalhe, mudaríamos a história inteira. Vai saber, eu não sei o passado de Brad Pitt, mas vamos supor que ele tenha sido um menino que não era lá tão bonito, e nem tão famoso quando mais jovem, e no entanto era um homem apaixonado, romântico. Vamos piorar um pouco o caso, digamos que ele era o tipo de menino que tinha pouquíssimos amigos, ou nenhum, e que as meninas o desprezavam, o achavam imoral por ficar interpretando coisas banais ou simplesmente querer coisas que adolescentes jamais pensariam, na época em que ele era menino, claro, que de fato, era ser ator.
Temos que ver que na época em que Pitt era jovem, a carreira de ator não era muito bem quista.
Então, ele estava à frente de seu tempo, e ridicularizado pela sociedade diante de si, resolveu enfrentar aquele imenso obstáculo, com duros sofrimentos, e chegou aonde chegou. Hoje, aquelas meninas que o desprezavam e o ridicularizavam sem dúvida se arrependem profundamente, mas veja, se aquela menina ao qual ele foi apaixonado, tivesse tentado conhecê-lo melhor, lhe dado uma chance, talvez, ele iria se conformar em esquecer seu sonho de ser ator e hoje seria apenas um simples cidadão americano.
Ou não, ou talvez tivesse realmente virado o que é hoje, mas simplesmente não estaria ao lado de Angelina, e sim de outra mulher qualquer.
O fato é que as coisas são do jeito que devem ser muitas vezes nos perguntamos, em momentos difíceis, porque aquelas coisas ruins estão acontecendo conosco, os religiosos gostam de dizer que Deus possui um plano para todos nós, eu não sou tão fiel a essa crença, porque é muito relevante, não consigo aceitar o fato, por exemplo, de crianças inocentes simplesmente passarem fome. Ai dizem os espíritas que isso é coisa de vidas passadas, para mim, é errado, afinal de contas, a pessoa não vai se lembrar do passado para resolver o presente, e acaba muitas vezes se desviando novamente do rumo, ou seja, nunca obterá uma real solução.. Ou não, quem sou eu para questionar isto? Apenas estou colocando meu ponto de vista.
A questão é que muitas vezes reclamamos, sem notar que tudo aquilo pode ser aprendizado, é claro, é humano reclamar quando não gostamos ou não achamos certo certas coisas, no entanto... Ontem me peguei vendo "O estranho caso de Benjamim Button'', um filme realmente intrigante, quem não viu, veja!!
Observe que não sou uma pessoa de preconceitos. Minha mãe é morena clara, e eu a amo profundamente, mas nunca cheguei a pensar na minha pessoa tendo uma mãe ou um pai negros, talvez pelo fato de não ter. Sempre disse que não tenho preconceitos de qualquer gênero, mas ontem que eu realmente consegui notar o sentido do não ter preconceito. Hoje eu posso dizer que sou uma pessoa sem preconceitos, quando percebi que a mãe que criou Benjamin era uma mulher negra, e, no entanto ele era branco, porém ''defeituoso'', e mesmo assim ela não ligou e o amou da mesma maneira, eu percebi que as pessoas não devem ser vistas pela cor, e sim pelo interior. Eu já tinha dito isso diversas vezes, mas sem de fato entender com razão o que isso significava.
Ele, uma criança com vários problemas, ela, uma mulher negra, que naquela época de 1900 e pouco ainda possuía vários preconceitos diante a sociedade, não ligavam para essas diferenças, se amavam tão profundamente... Que chegava a ser emocionante!!
Veja, muitas vezes deixamos pessoas apenas passarem por nossas vidas, sem conhecermos realmente quem são essas pessoas.
Todos temos medos uns dos outros, e isso é ridículo, porque, afinal de contas, somos todos humanos, todos possuímos corações, cérebros e sentimentos...Se você for uma pessoa dura e destemida irá dizer que os traficantes e ladrões não possuem, mas possuem sim, e muito!!
Você realmente acha que essa pessoa nasceu já assassina? É claro que não! Se ele mata é porque tem um motivo, independentemente se for certo ou errado na visão geral da sociedade, ele tem um motivo, o que leva a crer que ele possui cérebro, coração e sentimentos.
A sociedade criou normas e regras a serem cumpridas, coisas que todos deveriam seguir, mas será isso realmente certo? Afinal de contas, tantos possuem tão pouco, e poucos possuem tanto, será isso realmente certo?
Ai você me diz que a pessoa trabalhou para ter, e é merecedora disso... Mas será que trabalhou mesmo ou apenas roubou dos outros?
Como os ricos enriquecem? Me diga, eles pagam o que é justo aos empregados? Os empregados trabalham como um ser humano deveria trabalhar, ou trabalham mais do que deveriam? Então eu estaria sendo inescrúpula em dizer que todo rico é assim...?Não, mais um erro imenso da sociedade, não podemos simplesmente rotular todos, porque ninguém, absolutamente ninguém é igual à ninguém! Podem sim ser semelhantes, mas IGUAL NUNCA!
O fato é que às vezes temos várias oportunidades e deixamo-nas escapar por entre os dedos.
Meu maior sonho, por exemplo, é ser escritora, mas sabe-se lá Deus se eu vou conseguir, eu nem acho que escrevo muito bem, mas... O fato é que estou aqui escrevendo para o nada, já que ninguém, ou quase ninguém, lê meu blog... Mas e se um dia eu conseguir publicar um livro? E se um dia eu conseguir ficar rica, famosa, importante na história? Já pensou que tudo é possível, basta querer e ter força de vontade?
E as várias pessoas que durante toda a minha curta e rala vida me desprezaram e me ignoraram? Me humilharam e me ridicularizaram? Os homens que me abandonaram... As mulheres que me judiaram...Será que irão se arrepender do que fizeram?
Minha querida Meg Cabot, uma mulher que deve ser exemplo diante de toda uma sociedade, aos meus olhos pelo menos... Uma mulher que foi judiada quando jovem e que hoje é uma escritora de alto nível... Sem dúvida, como ela mesma diz, as antigas inimigas a tratam como uma grande amiga... Não sei se ela guarda rancor ou não... Mas que ela chegou aonde chegou por próprio esforço, chegou... Porque se ela fosse se abater com o que os outros falavam dela, vai saber aonde ela poderia estar hoje.
Não devemos maltratar absolutamente ninguém, não devemos nos vingar, porque não sabemos o dia de amanhã, hoje você pode estar cuspindo no prato que irá comer amanhã... Cuidado!!
Mas principalmente, devemos aproveitar os momentos e as pessoas, os detalhes, sem críticas, apenas aprendizados, porque, afinal de contas, todo mundo tem algo bom a nos dar e a nos ensinar.
Por isso que sou tão contra o fato dos professores darem avaliações para verem o nível de aprendizado. Muitas vezes o aluno aprendeu a matéria, mas não acho que é através da pressão que ele conseguirá expressar de fato a lição. Ainda sou muito mais a favor das lições práticas do que as lições teóricas. Teoria é importante, mas a prioridade deveria ser a prática, as pessoas aprendem muito mais quando exercem do que apenas quando lêem e fazem exercícios no caderno.
Mas isso ainda é uma questão para o governo e o país observarem, infelizmente não sou grande coisa para conseguir mudar isso, apenas digo que, se conseguir alcançar meus objetivos, meus filhos, no mínimo, terão lições práticas de todas as matérias.
Ai você me pergunta, como dar aulas práticas de história? Vou levá-lo na guerra que já acabou Impossível!
NADA é impossível! Em vez de você ficar explicando o quanto Napoleão guerreou, porque não o leva em um museu? Se tiver dinheiro, leve-o há Paris! Se não puder, compre filmes que o interesse, ou mesmo que só posa obter os livros, conte a história de um modo tão intrigante e fascinante que faça-o ficar interessado, prenda-o a atenção!
Matemática a mesma coisa, as pessoas tem dificuldades com matemática, e digo isso por experiência própria, simplesmente pelo fato que nem tem idéia da onde poderiam usar aquilo. Parece pura perda de tempo! E acaba sendo mesmo, se você não estimular o aluno ele irá aprender apenas para a prova e depois irá esquecer, e seu trabalho irá todo pela lata do lixo.
Você, professor, quer que seu aluno de valor ao seu trabalho e entenda o sentido do aprendizado, ou apenas quer que ele vá bem na sua prova e depois jogue tudo fora? Porque ir bem em uma prova até que é fácil, mesmo não sabendo a matéria, existem vários quesitos de cola hoje em dia, então, compreenda que não basta você forçar alguém a estudar, você tem que mostrar o PORQUE de estudar!
Com isto, espero que entenda que podemos desfrutar da maior alegria do saber com qualquer tipo de pessoa, independentemente da idade, cor, etnia, religião ou ideais, aproveite todo tipo de pessoa, compartilhe e seja companheiro uns com os outros, porque no final, apenas levamos a sabedoria para o túmulo, o resto, os insetos comem.

J.H.C